Médicos Dentistas

Dentistas em consultas de urgência pedem material de proteção a clínicas fechadas

Médicos dentistas na Madeira continuam a aguardar criação de carreira no SNS

A Associação de Médicos Estomatologistas Portugueses (AMEP) solicitou às clínicas e consultórios que se encontram fechados para cederem equipamentos de proteção aos médicos dentistas que se encontram de serviço nas urgências hospitalares.

“Os serviços de estomatologia, como todo o Serviço Nacional de Saúde, enfrentam um momento difícil em que não têm reservas suficientes de equipamentos de proteção individual para os seus profissionais”, afirma a AMEP em comunicado.

A atividade desta especialidade médica está, na maioria, “localizada apenas nos serviços hospitalares de estomatologia, cuja afluência tem compreensivelmente vindo a crescer”, explica a associação no mesmo comunicado.

A associação veio assim requerer que material como toucas, máscaras cirúrgicas, viseiras, batas, luvas ou capuzes sejam entregues nos hospitais que têm Serviços de Estomatologia, como é o caso dos Hospitais de São João e Santo António, no Porto; Pêro da Covilhã; Hospital Central e Hospital Pediátrico do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra; e Santa Maria, São José e Estefânia, em Lisboa.