Quantcast
Estética

Um sorriso bonito é importante? 92% dos portugueses acreditam que sim!

Um sorriso bonito é importante? 92% dos portugueses acreditam que sim!

Numa altura em que se assinala o Dia Mundial do Sorriso (28 de abril), o Barómetro Nacional de Saúde Oral realizado pela consultora QSP indica que 92% dos portugueses considera que um sorriso bonito é muito importante. Além disso, 18% dos inquiridos já se sentiram envergonhados pela aparência dos seus dentes, um problema mais sentido pelas mulheres (20,5%) do que pelos homens (18,7%).

Orlando Monteiro da Silva, bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, referiu em comunicado que “os dados do Barómetro Nacional de Saúde Oral demonstram que, por razões médicas e também estéticas, um sorriso é um cartão-de-visita de grande importância na interação com outras pessoas e também um fator muito relevante em termos de autoconfiança, com repercussões sociais, familiares e comportamentais. O sorriso é decisivo para a imagem que projetamos e por isso é tão valorizado, seja por exemplo numa entrevista de emprego, seja no convívio social, na construção de amizades e afetos.”

O impacto social da saúde oral é difícil de medir, no entanto 23,3% dos portugueses inquiridos confessa que já faltou ao trabalho ou à escola devido a problemas de saúde oral e 21,2% diz que só vai ao médico dentista em caso de urgência ou dor.

Para o bastonário da OMD “embora muito mais informados sobre a importância da saúde oral, os portugueses continuam a adiar a ida às consultas de medicina dentária, não prevenindo e retardando tratamentos o que aumenta os riscos de doenças mais graves. A lacuna deixada na década de 80 pela ausência de médicos dentistas no Serviço Nacional de Saúde é uma fatura muito grande, que todos nós portugueses ainda estamos a pagar. A prevenção e o tratamento precoce são feitos por uma pequena minoria da população portuguesa e na saúde oral, como em todas as doenças, o tratamento tardio é mais caro e demorado.”

O Barómetro de Saúde Oral revela que 70% dos portugueses têm falta de dentes naturais e 20% tem falta de mais de dez dentes naturais, uma percentagem muito elevada para a Europa Ocidental.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?