Quantcast
Clínicas Dentárias

Startup Impress vai abrir mais clínicas em Portugal

Abrem 55 clínicas dentárias por mês em Portugal

A startup espanhola-alemã Impress, que opera no mercado da ortodontia invisível, prepara-se para abrir uma nova clínica em Lisboa, depois de ter fechado uma ronda de financiamento de 5 milhões de euros.

Além de uma empresa de saúde oral, a Impress é uma tecnológica, pois dedica-se à digitalização da ortodontia invisível e faz o acompanhamento dos utentes através de uma app. Nos últimos oito meses, desde o início da pandemia de covid-19 em Portugal, a startup manteve os tratamentos através de soluções de telemedicina (serviço de teleconsulta).

Os fundadores da Impress, Diliara Lupenko, Vladimir Lupenko e Khaled Kasam, pretendem “mudar a forma como funcionam as clínicas” dentárias, revelam em declarações ao Jornal Económico.

“Desde o final do século XIX que muita gente ainda vai ao dentista, põe aparelho e fica com a boca cheia de metal. Há tecnologias no mercado, mas mais do que disponibilizar tecnologia queremos oferecer novas experiências. Queremos alterar um bocadinho a forma como se olha para o médico e comunica com ele, como se a pessoa se sente. Há tanta maneira de fazer um tratamento melhor”, diz Diliara Lupenko, cofundadora e chief operating officer da Impress.

A COO, que fundou o negócio com outro empreendedor e um especialista em saúde oral, explica que o tratamento demora, em média, sete meses e tem um acompanhamento presencial e online, através uma aplicação móvel na qual os utentes enviam feedback ao médico antes de mudarem os alinhadores.

Fundada em Barcelona, em março do ano passado, a empresa pretende agora expandir a sua presença na Europa, incluindo em Portugal, onde conta com clínicas em três cidades (Lisboa, Porto e Braga) e prevê a abertura de mais dez.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?