Saúde

Sabe quais os melhores e piores hospitais do país?

A DECO publicou esta semana, pela primeira vez, um estudo que analisa os índices de satisfação dos utentes em relação aos hospitais portugueses, revelando quais aqueles com que os portugueses estão mais satisfeitos e os fatores que geram maior insatisfação.

No âmbito deste estudo, a associação de defesa do consumidor inquiriu 1700 portugueses e indica agora que os hospitais públicos estão longe de ser os preferidos dos portugueses.

“Todos os 42 hospitais estudados registaram mais de 74% na apreciação global. Em síntese, os portugueses dão um voto de confiança aos seus hospitais, mas mantêm uma vigilância exigente”. De acordo com a DECO, os portugueses valorizam, sobretudo, tempos de espera mais curtos, menos ruído, opções alimentares que vão ao encontro das suas preferências e necessidades e ainda uma boa comunicação com o hospital.

No cômputo geral, o Hospital CUF Infante Santo é o que reúne as experiências mais positivas [ver infografia]. No que diz respeito a idas às Urgências, 95% dos portugueses referiu que a sua melhor experiência teve lugar na CUF Infante Santo (Lisboa) e no Hospital de Angra do Heroísmo (Açores). Quanto ao internamento, o primeiro lugar vai para o Hospital de São Bernardo, em Setúbal (98%). Relativamente às consultas externas, a CUF Infante Santo (Lisboa) volta a ganhar, fazendo deste a unidade hospitalar que oferece a melhor experiência aos pacientes (98%).

Quando a análise é feita às experiências negativas, os hospitais com pior classificação em relação ao atendimento nas Urgências são o de Faro e o de Santarém. No que diz respeito ao Internamento, as piores experiências foram no Hospital Sousa Martins, na Guarda (82%). Por outro lado, nas Consultas Externas, o pior foi o Hospital de Angra do Heroísmo, nos Açores (80%). No geral, o hospital que registou mais experiências negativas foi o de São Pedro, em Vila Real (80%). [Ver infografia]