Saúde oral

Rede de clínicas quer pôr Escolas a Sorrir

A rede de clínicas de medicina dentária OralMED acaba de lançar uma nova iniciativa de responsabilidade social direcionada para as escolas. O programa educativo Escolas a Sorrir junta médicos dentistas, professores e alunos, e vai visitar todas as escolas que se inscreverem ao longo do próximo ano letivo, anunciou esta semana a empresa numa nota enviada às redações.

O objetivo é “ensinar os mais pequenos a cuidarem da sua saúde oral”, afirma a marca, que salienta ainda a posição de Portugal nos últimos lugares da saúde oral infantil, de acordo com estudos da União Europeia publicados em fevereiro deste ano. “A seguir à Letónia, os portugueses ocupam o segundo lugar nos países com mais necessidades não satisfeitas a nível de exame e tratamento dentário, para crianças até aos 16 anos de idade”, pode ler-se no comunicado da OralMED.

“A educação é a base de tudo. E é sempre possível mudar o paradigma para melhor”, disse Eduardo Pinto, administrador do Grupo OralMED Saúde.

“Se os médicos forem às escolas e ensinarem os cuidados essenciais, apoiando pais e educadores, é mais fácil garantir que os jovens e as crianças têm os comportamentos adequados. O resultado são adultos mais responsáveis, mais exigentes com a sua saúde oral e uma geração sem os problemas do passado”, acrescentou.

A inscrição no programa educativo Escolas a Sorrir não tem qualquer custo e pode ser feita por pais e educadores em www.oralmedkids.pt.