Saúde Oral

Primeiro-ministro destaca necessidade de mais investimento na saúde oral

Constância vai ter consultas de saúde oral no SNS

António Costa destacou a necessidade de mais investimento na saúde oral, aquando da inauguração, a 10 de fevereiro, de duas unidades de saúde de cuidados primários em Batalha, no Porto.

“Temos de investir cada vez mais na saúde oral, mental, visual, por forma a que estas unidades, cada vez mais, sejam de facto o local onde as pessoas encontram a resposta para os cuidados que todos nós necessitamos, reservando para os hospitais os cuidados diferenciados”, referiu o primeiro-ministro, citado pelo site Notícias ao Minuto.

Para António Costa este investimento é uma forma de incentivar os utentes a “não irem a correr para os hospitais” sempre que têm um problema, promovendo as visitas ao seu médico de família e à sua unidade de saúde. O primeiro-ministro reforçou ainda a ideia de que o Governo pretende, ao longo desta legislatura, generalizar o novo modelo de unidades de saúde familiares.

“Hoje, a experiência está feita e os resultados são conhecidos. Só há uma coisa a fazer, se correu bem, é generalizar este modelo como o modelo de gestão ideal para todos os cuidados de saúde primários e, é isso, que iremos fazer ao longo desta legislatura”, disse.

O primeiro-ministro destacou também os benefícios desta conceção de cuidados primários, referindo que são “mais acessíveis, porque são isentos de taxas moderadoras” e proporcionam “melhores condições de trabalho, com melhores instalações”, além de disponibilizarem uma “maior oferta”.

O governante referiu também que espera que estes sejam espaços “cada vez mais atrativos para que os profissionais se possam sentir cada vez mais realizados no trabalho que desenvolvem”.

“Presumo que a melhor realização que [os profissionais de saúde] possam sentir é efetivamente o ganho de saúde das pessoas que atendem. Mas, além dessa recompensa daquilo que é objetivo da vossa atividade, o terem melhores condições de trabalho é também o reconhecimento do trabalho de excelência que fazem”, concluiu no seu discurso de inauguração.