Medicina Dentária

Portugueses criam luva com sensores para ensinar medicina dentária

Portugueses criam luva com sensores para ensinar medicina dentária

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) vai desenvolver luvas com sensores de força para as aulas práticas de Medicina Dentária da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. De acordo com a notícia avançada pela Lusa, a inovação resulta de uma parceria entre as duas entidades e será desenvolvida pelo Laboratório de Biomecânica Aplicada do ISEC.

Mário Velindro, presidente do ISEC, explica que este acordo irá “permitir ao Laboratório de Biomecânica Aplicada do ISEC desenvolver, num patamar científico mais elevado, os projetos que tem em curso nas áreas das próteses ortopédicas e dos instrumentos com sensores para a área da reabilitação”.

No ISEC, “tanto o Laboratório de Biomecânica Aplicada, como a investigação que está a ser desenvolvida no âmbito da licenciatura em Engenharia Biomédica, ramo de Bioeletrónica, estão mobilizados para começar a dar resposta às necessidades instrumentais da Faculdade de Medicina”, acrescenta.

As próteses ortopédicas que “o ISEC tem concebido para a área da reabilitação – e que têm sido utilizadas por atletas paralímpicos, como o conimbricense Telmo Pinão, para ganhar medalhas –, assim como os instrumentos com sensores para a área da reabilitação, também irão ter, a partir de agora, a possibilidade de serem desenvolvidos num novo patamar científico no âmbito do mesmo protocolo”, conclui ainda o presidente do instituto.