Investigação

Perda de função cognitiva pode afetar saúde oral

Perda de função cognitiva pode afetar saúde oral

A perda de função cognitiva em idosos pode estar associada a uma má saúde oral ou a um maior risco de perda dentária. Um estudo publicado na revista científica Community Dentistry & Oral Epidemiology sugere que uma melhoria na função cognitiva de adultos tem o potencial de melhorar a saúde oral e de reduzir o risco de perda dentária.

O estudo, realizado em Inglaterra, contou com uma amostra de 4416 adultos com mais de 50 anos cuja função cognitiva foi avaliada entre 2002 e 2003 e que mais tarde (2014-2015) foram submetidos a um check-up oral.

De acordo com os investigadores, esta análise permitiu concluir que existe uma relação clara entre a função cognitiva do paciente e a perda dentária. Os indivíduos classificados como aqueles com pior função cognitiva revelaram ter 39% maiores probabilidades de sofrer de perda dentária do que aqueles com melhor função cognitiva.

“O nosso estudo sugere que existe uma relação próxima entre a função cognitiva e a saúde oral dos adultos. As descobertas indicam que uma melhoria da função cognitiva pode potencialmente melhorar a saúde oral e reduzir o risco de perda dentária nos mais velhos”, defende Jianhua Wu, um dos autores do estudo.