Quantcast
Ordem dos Médicos

OM defende processos disciplinares a médicos que desviaram doentes

Eficácia e qualidade dos médicos vão ser avaliadas

A Ordem dos Médicos defendeu recentemente a abertura de processos disciplinares a todos os médicos que estão envolvidos no desvio de pacientes do setor público para o setor privado. A denúncia foi feita por uma reportagem da TVI emitida recentemente.

Em comunicado, a OM diz lamentar “profundamente” a gravidade de alguns dos dados apresentados e “a forma pouco edificante como diversos profissionais médicos terão atuado no desempenho das suas funções públicas, em flagrante delito com os princípios éticos e deontológicos” que devem reger a profissão. “Por esta razão, (…) defendemos a abertura de procedimentos disciplinares a todos os médicos potencialmente envolvidos, para um cabal apuramento da veracidade dos factos e respetivas responsabilidades”.

A reportagem da TVI, intitulada “Desviados”, refere a existência de vários casos de doentes que, seguidos no Serviço Nacional de Saúde (SNS), eram enviados pelos médicos do setor público para os consultórios privados onde os clínicos exerciam. Diagnósticos falsos, alegada falta de capacidade instalada no setor público, cobrança de valores indevidos são vários dos casos apontados pela reportagem, alguns dos quais estão a ser alvo de inquérito da Inspeção Geral das Atividades em Saúde (IGAS).

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?