DentalBizz 2019

Octávio Ribeiro: “A grande vantagem de se trabalhar num fluxo totalmente digital é o ganho de tempo”

Octávio Ribeiro: “A grande vantagem de se trabalhar num fluxo totalmente digital é o ganho de tempo”

Octávio Ribeiro é médico dentista e sócio-gerente da Clínica Médica Corpus Dental. No próximo dia 26 de junho, vai marcar presença no DentalBizz para falar da transição do analógico para processos cada vez mais digitais. Em entrevista à SAÚDE ORAL, o médico dentista defende as inúmeras vantagens da integração da tecnologia na prática clínica e diz que o foco passará a estar “no planeamento e no estudo dos casos”.

O que é que podemos esperar da sua apresentação no Dentalbizz?

Na minha apresentação vou focar o processo de transição de um fluxo de trabalho analógico para o digital. Existem várias perguntas que podemos colocar quando pensamos fazer essa transição.

A primeira pergunta é: quais são as vantagens dessa mudança? É uma pergunta importante, uma vez que vamos sair da nossa zona de conforto para abraçar ‘novas’ formas de chegar à mesma meta. Assim, vou enumerar e dissecar os elementos digitais disponíveis, atualmente, na medicina dentária. Que tecnologia adquirir? Qual é a nossa prioridade? É só adquirir ou também requer uma forte formação na área? São outras perguntas que surgem e que também vou procurar responder.

A grande vantagem de se trabalhar num fluxo totalmente digital é o ganho de ‘tempo’. Reparem, se eu perder dinheiro, eu consigo, mais tarde, ganhar esse ou mais dinheiro. Com o tempo, isso não é possível! Não é possível ganhar o mesmo tempo novamente. Outra vantagem é o grande foco no planeamento e no estudo dos casos. A nossa atuação clínica começa a dar mais ênfase ao planeamento para diminuir e facilitar os processos técnicos e cirúrgicos do procedimento definido. Outra vantagem é a interação dentista-laboratório de prótese. As barreiras físicas praticamente desaparecem e o ruído na comunicação é drasticamente diminuído. Traz um novo sentido para o conceito de equipa.

Quais as principais vantagens da integração das ferramentas digitais na medicina dentária?

A principal vantagem da integração das ferramentas digitais é o ganho de tempo. Tempo de consulta e tempo na finalização da reabilitação oral; facilidade de armazenamento dos dados, uma vez que deixamos de necessitar de espaço físico para guardar informações referentes aos processos dos pacientes para os ter armazenados numa ‘nuvem’ digital; facilidade de comunicação e interação com o laboratório; e facilidade de comunicação com o paciente.

Os pacientes são recetivos à utilização de tecnologia durante a consulta?

A tecnologia para além de simplificar os processos cirúrgicos e técnicos, veio ajudar na comunicação médico-paciente. A minha interação e explicação com os pacientes fica muito mais facilitada. Existe mesmo uma ‘alegria’ no trabalho, com a aplicação das ferramentas digitais. Os pacientes acompanham e percebem o fluxo digital e torna-se mais fácil a resposta a perguntas que, entretanto, tenham sobre o caso delas. A previsibilidade dos trabalhos executados e as expectativas dos pacientes são controladas e geridas.

Quais serão, na sua opinião, as maiores evoluções a que vamos assistir nos próximos anos no setor por influência da tecnologia?

A maior evolução no setor vai ser a aplicação e utilização da inteligência artificial. [É] uma espécie de assistente/administrativo que nos apoia nos processos logísticos de uma consulta, de um ato cirúrgico e nos processos administrativos subjacentes à gestão de uma clínica ou hospital. O recurso a uma entidade artificial que nos permite integrar toda a informação do paciente de uma forma lógica e útil para o médico dentista vai tornar as nossas consultas mais abrangentes, interativas e menos demoradas.

Os Prémios Saúde Oral celebram este ano o seu 10.º aniversário. Qual é a importância desta iniciativa para o setor?

Os prémios da revista Saúde Oral são únicos. Além de serem pioneiros no setor, começaram a ser atribuídos mesmo antes de existirem especialidades estabelecidas pela Ordem dos Médicos Dentistas e vieram premiar os colegas que, em cada área académica, trabalharam e se destacaram tanto ao nível clínico, como ao nível da formação. Os prémios são uma recompensa da sociedade para com os colegas que dedicaram a sua vida profissional em prol dos pacientes. E podem e devem servir de incentivo para o presente e para o futuro.