Saúde Oral

Novo método de branqueamento dentário menos agressivo

Novo método de branqueamento dentário menos agressivo

A publicidade aos produtos de branqueamento dentário difundida pelas redes sociais apresenta celebridades a exibir uma dentição branca imaculada, colocando uma pressão muito grande sobre os consumidores para atingirem o mesmo ideal de beleza.

Os pacientes podem optar entre tratamentos de branqueamento dentário de venda livre ou profissionais, contudo ambos podem danificar os dentes. Para combater este problema, uma equipa de investigação chinesa desenvolveu agora um método menos nocivo.

Como é do conhecimento geral, os dentes podem perder a sua coloração devido ao consumo de bebidas e alimentos suscetíveis de provocar manchas. Como resultado, muitas pessoas experimentam tratamentos branqueadores não invasivos. Atualmente, o composto branqueador mais comum é o peróxido de hidrogénio, mas uma concentração elevada deste agente pode destruir o esmalte, provocando sensibilidade dentária ou inclusivamente morte celular.

Xiaolei Wang and Lan Liao, os investigadores e autores principais de um estudo recente, em colaboração com os seus colegas da Universidade de Nanchang analisaram um composto diferente ativado por luz azul poderia tornar-se uma alternativa mais segura e também eficaz. A equipa modificou nanopartículas de dióxido de titânio com polidopamina (nano-TiO2@PDA) para que estes pudessem ser ativados com a luz azul.

Num ensaio de prova de conceito, as partículas foram aplicadas uniformemente na superfície de um dente e submetidas à irradiação de luz azul. Após quatro horas de tratamento, o nível de braqueamento obtido era semelhante aos resultados com agentes baseados em peróxido de hidrogénio. Os investigadores não observaram danos significativos no esmalte à superfície do dente e o tratamento revelou-se menos citotóxico do que aquele realizado com peróxido de hidrogénio.

Para além disso, a terapia nano-TiO2@PDA demonstrou uma ação antibacteriana contra determinados tipos de bactérias. O estudo, intitulado “Blue-light -activated nano-TiO2@PDA for highly effective and nondestruc­tive tooth whitening”, foi publicado em ACS Biomaterials Science and Engineering a 19 de junho de 2018.