Investigação

Investigadores descobrem método para controlar desenvolvimento da raiz dos dentes

Município de Torres Vedras vai reforçar apoio à população de São Tomé e Príncipe

Um grupo de investigadores da Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos da América, descobriu que o controlo epigenético, que estuda as mudanças em organismos causadas pela modificação da expressão dos genes, pode ajudar a controlar o desenvolvimento da raiz dos dentes, um avanço que pode ajudar a descobrir metodologias que permitiam a regeneração dos dentes.

Os cientistas analisaram a proteína EZH2, conhecida por facilitar o desenvolvimento dos ossos faciais, e descobriram o que acontece quando esta não está presente nos molares em desenvolvimento. De acordo com os autores do estudo, a proteína EZH2 e uma proteína chamada ARID1A têm de estar presentes para que seja possível formar a raiz dos dentes e para permitir uma integração adequada da raiz dos dentes com a mandíbula.

Yang Chai, investigador que coordenou o estudo, explicou que esta descoberta pode ajudar a criar uma metodologia que permita a regeneração da raiz dos molares e dos dentes.

Conheça o estudo em detalhe aqui.