Quantcast
 

INEM contrata profissionais sem formação em emergência médica

INEM gasta milhares de euros na formação e desperdiça recursos

Desde a tomada de posse em Fevereiro, a nova direcção do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), conduzida por Abílio Gomes, tem vindo a estabelecer contratos milionários para fazer assessoria à presidência, revela o “Correio da Manhã”.

Segundo o referido jornal, as controvérsias internas têm vindo a gerar um ambiente de descontentamento entre os funcionários, que garantem que a instituição já tem profissionais para essas funções.
Em causa estão as admissões de uma engenheira florestal, de um médico interno de medicina, de um advogado, de um administrativo e de um elemento para o Gabinete de Planeamento.