II Congresso Regional e III Jornadas Atlânticas OMD: Balanço positivo

Medicina Dentária em destaque nos Açores no II Congresso Regional OMD - III Jornadas Atlânticas

Artur Lima, organizador do II Congresso Regional e das III Jornadas Atlânticas da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), faz «um balanço positivo» das iniciativas, «tanto para OMD, pela sua prestação e qualidade das conferências, como para o Governo Regional dos Açores».

Entrevistado pelo PORTAL SO, Artur Lima, representante da OMD no arquipélago dos Açores, destacou o programa científico e, em particular, os cursos de Cirurgia Oral, apresentado por António Felino, e de Cirurgia Estética, ministrado pelo espanhol Álvaro Pichel. «Penso que foram os que tiveram mais adesão por parte dos profissionais de saúde e que despertaram maior interesse», afirmou.

Outro ponto de relevo salientado pelo responsável foi a presença do secretário regional da Saúde e Assuntos Sociais dos Açores, Domingos Cunha, que «demonstra bem a importância deste evento a nível regional». Citado pela OMD, Domingos Cunha referiu que «o Governo dos Açores orgulha-se de ter sido pioneiro ao promover a admissão da primeira médica dentista nos quadros da administração pública regional, mais propriamente no Centro de Saúde de Angra do Heroísmo, no dia 1 de Dezembro de 1999».

O governante frisou, ainda, o apoio concedido na formação de médicos dentistas, com a atribuição de bolsas a 14 candidatos, sete dos quais com licenciatura concluída. De acordo com a OMD, o encontro serviu, ainda, de palco à apresentação das conclusões do Estudo Regional de Prevalência das Doenças Orais da População Escolarizada, iniciado em 2005, que indicou uma redução na incidência de cáries dentárias na população juvenil açoriana.

Este estudo «demonstra que estamos no bom caminho. Por isso, tem de ser aumentado o investimento nesta área, tendo em conta que os resultados são muito animadores. A Ordem dos Médicos Dentistas está muito satisfeita e, presumo, as entidades oficiais também o estarão», constatou Artur Lima. No entanto, o responsável admite que «ainda há muito a corrigir nas doenças periodontais. Também temos de melhorar o índice de cáries na adolescência», sublinhou.

Cerca de 100 médicos dentistas dos Açores, Madeira e Continente participaram no encontro científico, realizado em Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira, entre os dias 23 e 24 de Maio. «Para nós foi um sucesso, tanto a nível institucional como a nível científico, uma vez que o programa correu bastante bem», concluiu Artur Lima.