Quantcast
Eventos

IDS 2021 dá a volta à covid-19

A Exposição Internacional de Medicina Dentária, IDS, um dos maiores eventos do setor na Europa, vai contar com a participação de 1 276 empressas. A garantia surge na sequência de um inquérito feito recentemente a visitantes e expositores pela Koelnmesse, promotora do certame, que irá decorrer em março do próximo ano.

Em comunicado, a organização do evento garante que as normas de segurança estão asseguradas, na sequência da pandemia de covid-19, e que vão encontro das atuais regras aplicadas na Alemanha, onde irá decorrer a IDS.

O evento terá lugar ao longo quatro dias (de 10 a 13 de março), em vez de cinco, e o recinto da feira e a alocação vão ser completamente revistos, por forma a poder distribuir em segurança mais de 1 200 expositores e organizar a circulação de visitantes, com várias entradas e distâncias e segurança maiores.

Paralelamente, o espaço vai permitir corredores mais largos, circulação adicional, serviços de restauração e áreas de descanso. A Koelnmesse irá também disponibilizar ferramentas híbridas numa plataforma digital, com o objetivo de melhorar a presença física na feira.

Mark Stephen Pace, presidente da fabricante dentária alemã VDDI, revela que “não foi uma tarefa fácil chegar a acordo quanto ao novo conceito para a IDS”, mas admite estar “encantado por termos agora a certeza de que podemos todos trabalhar em conjunto na 39.º IDS 2021 como plataforma para a indústria dentária, apesar das restrições provocadas pela crise”.

Por sua vez, Oliver Frese, diretor executivo e COO da Koelnmesse, acrescentou estar “encantado com o empenho positivo da indústria dentária”, admitido estar tudo “bem preparado para a realização da IDS”.

De acordo com a resolução do Governo, aprovada a 15 de setembro, os participantes da feira (expositores e visitantes) deverão estar autorizados a viajar para a Alemanha, mesmo que provenham de um País que não pertença à União Europeia, que não esteja incluído no espaço Schengen, ou faça parte da lista positiva de países da Alemanha.

A obrigação de quarentena não se aplica aos viajantes de regiões de risco que apresentem um teste covid negativo, que tenha sido realizado 48 horas antes de entrarem no país. O teste também pode ser realizado na Alemanha, mas, neste caso, deverá estar em quarentena até que o resultado do teste tenha sido recebido.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?