Quantcast
amnésia

Homem perde a memória após desvitalização

Homem perde a memória após desvitalização

Em 2008, um militar britânico de 38 anos destacado na Alemanha perdeu a capacidade de formar novas memórias após ter sido submetido a uma desvitalização. Dez anos depois é incapaz de se lembrar de alguma coisa durante mais do que 90 minutos, ainda que o seu cérebro se mantenha completamente intacto e não tenha sofrido qualquer trauma que possa ter causado amnésia.

“Lembro-me de me sentar na cadeira e do dentista me dar a anestesia local”, revelou o britânico à BBC, referindo que desde esse momento não se lembra de mais nada e que acorda todos os dias a pensar que ainda está destacado na Alemanha e que tem uma desvitalização marcada no dentista para esse dia.

O dentista responsável pelo procedimento só se apercebeu que algo não estava bem depois do tratamento. De acordo com a BBC, o paciente estava pálido, desorientado e teve dificuldade em levantar-se.

A primeira suspeita dos médicos que o atenderam dias depois no hospital foi de que poderia estar a experienciar alguma reação à anestesia. No entanto, não foi encontrada qualquer evidência de lesão cerebral.

Até hoje ainda não foi descoberta a causa da amnésia, no entanto um investigador continua a estudar o caso e acredita que a resposta pode estar “numa predisposição genética que precisa de um evento catalisador para iniciar o processo”.

O caso foi publicado no jornal Neurocase na edição de maio.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?