Investigação

Há 15 mil euros para o melhor projeto de investigação biomédica

Há 15 mil euros para o melhor projeto de investigação biomédica

Já estão abertas as candidaturas para o Prémio Príncipe da Beira Ciências Biomédicas, um concurso que irá atribuir um prémio de 15 mil euros (dividido em três prestações) a “um investigador de excelência na área”, com menos de 40 anos, para “apoiar o seu plano de pós-graduação” numa instituição de investigação nacional ou estrangeira.

O plano de trabalho deverá ser “original” e um ter um período de execução de, no mínimo, um ano. As candidaturas terminam a 31 de maio e serão avaliadas por um painel de júris presidido por Rui Reis, professor catedrático da Universidade do Minho.

Esta é a terceira edição da iniciativa promovida pela Fundação D. Manuel II, pela Universidade do Minho e pelo município de Guimarães e tem como objetivo “premiar a excelência científica e contribuir para abrir novos caminhos na investigação aplicada e ética no domínio das Ciências Biomédicas”.