Quantcast
 

Guidelines para investigação sobre genoma humano aceleradas por investigadores

Uma equipa mundial, especialista em questões legais, científicas e éticas, criou oito recomendações-chave para estabelecer as necessárias guidelines para a condução de uma investigação sobre genoma humano. A divulgação foi feita através de um press release, da Universidade de Alberta, no dia 26 de Março.

Timothy Caulfield, professor e director de investigação do Health Law Institute, na Universidade de Alberta, no Canadá, conduziu uma workshop com o intuito de desenvolver algumas recomendações rigorosas para investigação ética. Os resultados foram publicados na edição de Março da “PLOS Biology”.
«Estes são claramente dias prematuros no campo da investigação sobre o genoma humano, mas a orientação de investigação ética é necessária imediatamente», afirmou Caulfield. «Da maneira crescente como esta investigação está a ser desenvolvida, é necessário que desenvolvamos com cuidado guidelines consensuais, de forma a assegurar que as práticas de investigação ética estejam definidas para todos», acrescentou.
Algumas recomendações-chave incluem o direito dos participantes em retirar o consentimento; os assuntos associados a participantes membros da família e grupos relevantes; e as formas de obter claro consentimento dos participantes para um possível uso futuro dos seus genes.
«Enquanto as tecnologias continuam a desenvolver-se, as actividades de investigação sobre o genoma parecem continuar a aumentar e a expandir-se», contou, ainda, Caulfield.
No entanto, os investigadores admitiram que a política das recomendações utilizada no estudo não abarca apenas assuntos que necessitam de ser considerados. Comercialização, licenças, benefícios de divisão e a possibilidade de discriminar os genes, são outros tópicos que precisam de ser discutidos num futuro próximo.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?