Médicos Dentistas

Governo determina prorrogação da suspensão de todas as atividades do setor dentário

Barcelona vai ter dentista municipal com preços 40% inferiores ao mercado

O Governo determinou a prorrogação da suspensão de toda e qualquer atividade de medicina dentária, estomatologia e odontologia, com exceção das situações comprovadamente urgentes e inadiáveis. O novo despacho, n.º 3903-E/2020, publicado em Diário da República, decreta que as clínicas de medicina dentárias devem manter-se encerradas enquanto durar o estado de emergência.

O despacho foi decidido pelo Governo dado o risco associado a estas profissões, já que “as atividades de medicina dentária, estomatologia e odontologia, bem como demais cuidados de saúde oral, pela sua natureza, implicam o contacto direto, próximo e demorado entre o profissional de saúde e o paciente, circunstância que representa risco acrescido de contágio pelo novo coronavírus SARS -CoV -2, causador da doença COVID -19”.

O decreto inicial entrou em vigor a 16 de março. Esta foi a única atividade efetivamente suspensa através de um despacho governamental ainda antes da declaração de estado de emergência. Trata-se de uma medida de proteção e prevenção do contágio, tendo em conta que quatro dos cinco trabalhos de maior risco em situação de exposição a doenças são do setor de medicina dentária.