Investigação

Estudo reitera importância da selagem de molares primários em crianças

Investigadores do Hospital Pediátrico de Boston, nos Estados Unidos da América, avaliaram os registos dentários de 297 crianças com idade inferior a seis anos e em risco de desenvolvimento de cáries para um estudo retrospetivo de três anos. As conclusões reiteram a importância da aplicação de selante nos molares primários de crianças, que desta forma têm menos probabilidade de desenvolver cáries nas fossas e fissuras dentárias.

Publicado este mês online no Journal of the American Dental Association, o estudo Sealed primary molars are less likely to develop caries revela que as probabilidades de desenvolver cáries nos sulcos e fissuras dentárias em molares primários selados são de 0,055 e 0,013 vezes em comparação a dentes não selados, para selantes aplicados, respetivamente, em clínicas dentárias ou em sala de cirurgia. Nos molares que ficaram cariados após o selamento, a cárie demorou mais tempo a desenvolver-se, tanto em aplicações na clínica dentária (2,69 anos), como na sala de cirurgia (1,97 anos).

“Estas conclusões vão guiar as decisões de tratamento dos nossos pacientes pediátricos no Hospital Pediátrico de Boston, especialmente as que desenvolvem cáries precocemente. Esperamos que as conclusões também sirvam de estudo de base para o desenvolvimento de normas de tratamento na odontopediatria”, disse Rosalyn Sulyanto, docente na Harvard School of Dental Medicine e odontopediatra no Hospital Pediátrico de Boston, à publicação Dental Tribune.

Pode consultar o estudo aqui.