Estudo: Fumadores são mais susceptíveis a infecções

Estudo: Fumadores são mais susceptíveis a infecções

A nicotina afecta os neutrófilos, as células sanguíneas que combatem as infecções, reduzindo a sua capacidade de procurar e destruir bactérias e fungos. Esta é a principal conclusão de um estudo norte-americano, publicado no “BMC Cell Biology”, divulgado no dia 15 de Abril pela “United Press Internacional”.

Os neutrófilos, que atacam eventuais infecções, são gerados pela medula óssea, disse o autor do estudo, David Scott, do Oral Health and Systemic Disease Research Group, da University of Louisville School of Dentistry, no Kentucky, referindo que, durante o estudo, os investigadores descobriram que a presença de nicotina nos neutrófilos reduziu a sua capacidade de destruir as bactérias, em comparação com os neutrófilos livres daquela substância.
A nicotina suprimiu a “explosão” oxidativa nas células HL-60, uma função que ajuda a eliminar bactérias invasivas. A nicotina aumentou, também, a libertação de MMP-9, um factor envolvido na degradação de tecidos.
Em última instância, esta investigação pode, no futuro, possibilitar o desenvolvimento de estratégias terapêuticas específicas que permitam tratar um importante número de doenças inflamatórias associadas ao hábito do tabaco.