- Saude Oral - https://www.saudeoral.pt -

Especialistas alertam para falta de clareza dos protocolos de tratamento da peri-implantite

A peri-implantite [1] já afeta 20% dos espanhóis. Apesar disso, o co-organizador do Congreso de la Periodoncia y la Salud Bucal 2022, Alberto Monje, alertou para o facto de os protocolos de tratamento e resolução de sequelas ainda não serem claros.

“Este problema representa atualmente mais de 40% da prática de implantes no nosso país”, afirmou o responsável, citado pela Gaceta Dental [2]. “Dois em cada dez espanhóis portadores de implantes podem ser afetados por esta patologia, que tem um efeito devastador no paciente psicologicamente e ao nível das sequelas geradas pela própria patologia ou pela sua gestão”, acrescentou.

 

Por sua vez, a médica dentista especializada em periodontia, Marta Escribano, notou que o estudo, o diagnóstico e o tratamento desta patologia tem evoluído, “embora a sua gestão clínica e a evolução dos pacientes a longo prazo ainda é um tema com alguma incerteza”

A responsável admite que “quando diagnosticamos a presença de peri-implantite nos nossos pacientes, nós, como profissionais, sentimos uma profunda sensação de fracasso”.

 

Finalmente, o professor de Periodontia da Universidad Complutense de Madrid, Mariano Sanz, declara que “o tratamento da peri-implantite ainda não está perfeitamente protocolizado, embora tenhamos diferentes opções terapêuticas que demonstraram um elevado grau de eficácia, pelo menos a curto prazo”. Um dos fatores fundamentais é identificar fatores de risco que podem ser abordados de forma preventiva, “uma vez que a coisa mais relevante na gestão desta doença é a sua prevenção ou, pelo menos, diagnosticá-la nas suas primeiras fases”, refere este especialista.

Entre os fatores de risco estão a quantidade e dimensão da mucosa peri-implante, a morfologia de certas próteses nos implantes, entre outros.

 

Os métodos mais eficazes para a prevenção têm duas partes, conforme detalhado por Mariano Sanz:

Os métodos profissionais que devem ser implementados durante as visitas periódicas realizadas por pacientes com implantes para manter uma boa saúde periodontal.