Saúde Oral

Consumo de açúcares aumenta despesas com saúde para milhares de milhões

Consumo de açúcares aumenta despesas com saúde para milhares de milhões

O consumo excessivo de açúcares teve um custo de cerca de 12,8 mil milhões de euros em despesas de saúde oral em 2010. A conclusão é de um estudo realizado por investigadores da Martin Luther University Halle-Wittenberg (MLU) e da Biotechnology Research and Information Network, na Alemanha, que envolveu a análise de dados de 168 países em relação à prevalência de cáries dentárias, periodontite e perda dentária em 2010.

O estudo quis avaliar a prevalência destas doenças e o seu peso em relação aos custos de tratamento correspondentes em vários países, assim como em relação ao consumo de açúcares, nomeadamente os açúcares presentes em produtos processados e habitualmente ‘escondidos’, como é o caso do ketchup, pão e alimentos congelados.

De acordo com os autores do estudo, “os dados mostram uma clara correlação entre o consumo de açúcares e a incidência de cáries dentárias e, como resultado, perda dentária. Por cada 25 gramas adicionais de açúcar consumido por pessoa por dia – valor que é cerca de oito cubos de açúcar – os custos de tratamento em países com elevados rendimentos aumentam em cerca de 75 euros por pessoa por ano”.

O estudo revela ainda que entre os países com custos mais elevados por pessoa por ano estão a Alemanha, Suíça, Dinamarca e Estados Unidos da América, com gastos médios de 210 euros, 300 euros, 178 euros e 138 euros, respetivamente.