Eventos

Congresso SPEMD: “Integrar toda a equipa de saúde oral”

Congresso SPEMD: “Integrar toda a equipa de saúde oral”

Quase a completar 100 anos, a Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária (SPEMD) organizou na passada sexta-feira e sábado o seu XXXVIII Congresso Anual.

À SAÚDE ORAL Bruno Seabra, presidente da comissão organizadora, fez um balanço “bastante positivo”, visto que “as pessoas aderiram em força. Tivemos cerca de 900 inscritos no congresso”, sendo que “conseguimos juntar, mais uma vez, médicos dentistas, médicos estomatologistas e assistentes dentárias (em cursos que estiveram sempre lotados)”.

Além disso “tivemos como sempre a presença da Associação Portuguesa de Higienistas Orais (APHO)”, no âmbito do evento ‘V Higiene Oral em Debate’, dedicado à hipersensibilidade dentária, que decorreu em paralelo com o XXXVIII congresso.

“É uma preocupação da SPEMD integrar toda a equipa de saúde oral [no seu evento]”, rematou Bruno Seabra.

Os fóruns

Analisando os dois dias de trabalhos, o responsável destacou, entre outros pontos, os fóruns onde os participantes podiam votar através da app do congresso nas questões apresentadas, nomeadamente ao nível de casos clínicos. “Temos uma app que tem o extra de permitir a votação em direto”, declarou o presidente da comissão organizadora, acrescentando que “os fóruns foram um sucesso, sendo uma forma mais interessante de fazer uma comunicação porque as pessoas estão mais integradas e com atenção, logo é uma forma de aprenderem mais”.

O programa do evento contou ainda com vários oradores nacionais e internacionais, entre eles Tábata Muro, que indicou que, no que toca à terapia pulpar em dentição temporária é preciso ter em conta o manejo da conduta do paciente. A odontopediatra salientou também que “não existe um material ideal de obturação de pulpetomias em dentição temporária”.

Ainda na área da odontopediatria, Filipa Maria Roque abordou a reabilitação estética com coroas em zircónia, explicando que este material “alia as propriedades mecânicas às estéticas”. Uma vantagem tendo em conta que “a procura por soluções estéticas em odontopediatria é cada vez maior”.