Médicos dentistas

Clínica Sónia Costa apresenta tecnologia inovadora

Tratar cáries sem aquele barulho intimidador das brocas e, em algumas situações, até sem anestesia, já é possível. O serviço diferenciador, possibilitado através de um novo laser, está disponível na Clínica Sónia Costa, em Lousada, e foi apresentado no passado mês de agosto, mesmo a tempo do vigésimo aniversário da clínica.

Foi no começo do mês de agosto que a Clínica Sónia Costa comemorou os 20 anos de presença no mercado. A fundadora e diretora clínica que dá nome ao consultório resume todos estes anos num conjunto de palavras que definem a sua equipa e este projeto: “Somos empreendedores, dedicados, profissionais, destemidos, pioneiros, e estes são ingredientes de uma receita que veio a transformar-se num projeto de sucesso, como é hoje a Clínica.”

Numa cerimónia que reuniu colaboradores, amigos, clientes e parceiros, foi também apresentada uma nova tecnologia, o laser LightWalker®, da Fotona, que tem mais de 40 diferentes aplicações clínicas, procurando conferir “resultados excelentes, minimamente invasivos, com uma recuperação muito rápida e sem desconforto para o paciente”. Além de poder ser utilizado em várias áreas e especialidades, o destaque da médica dentista vai para “o tratamento de cáries sem brocas e, na maior parte das situações, sem recurso a anestesia; o redesenhar do contorno gengival (gengivoplastia), devolvendo a estética do sorriso; ou o corte de freios sem necessidade de realizar suturas, conferindo um pós-operatório sem desconforto ou limitações”.

“Até ao final do ano, vamos lançar um projeto inovador na área da formação multidisciplinar, com formadores reconhecidos a nível nacional e internacional”

Em complemento, e no que respeita à medicina estética, o laser permite “recuperar a juventude da pele ou melhorar pequenas imperfeições, sem alterar as feições e sem recurso a injetáveis, tendo ainda aplicações terapêuticas e estéticas”.

Este laser realiza a preparação do dente para colocar lentes de contacto e facetas de porcelana. Através desta tecnologia, “é muito fácil e ágil retirar as facetas, com menos desgaste para o dente, e ainda faz clareamento dental numa única sessão, sem dor e sem sensibilidade na pós-aplicação”, de acordo com as explicações do médico dentista, Israel Emil Litwak.  Por outro lado, é o equipamento mais inovador no segmento, pois combina dois tipos de lasers – o ER:YAG e o ND:YAG – menos invasivos do que as técnicas tradicionais e mais confortáveis para os pacientes, já que 90% dos utentes relatam a inexistência de dor aquando do tratamento. “É por isso um instrumento incontornável na prática clínica atual”, frisa Sónia Costa.

Mais áreas médicas e mais profissionais

Neste vigésimo aniversário, e de modo a reforçar a visão holística da clínica, entendeu-se que seria o momento indicado para “introduzir outras áreas da medicina, permitindo assim uma reabilitação integral do paciente, potenciando os resultados com, por exemplo, a utilização do laser na área da medicina estética facial”. Assim, além dos médicos dentistas que já integram este projeto, o corpo clínico foi reforçado com mais profissionais, por forma a permitir aplicação do laser noutras áreas médicas, como a ginecologia, a pneumologia e a dermatologia, entre outras. “Do nosso ADN faz parte uma procura constante por fazer sempre mais e melhor. Por isso, até ao final do ano, vamos lançar um projeto inovador na área da formação multidisciplinar, com formadores reconhecidos a nível nacional e internacional”, afirma Sónia Costa.

Também a médica tem pautado a sua atividade clínica pela aposta formativa. Além de ser formada em Medicina Dentária pelo Instituto Superior de Ciências de Saúde do Norte, em 1999, transformou o seu consultório numa clínica multidisciplinar a pensar no melhor cuidado para os pacientes. Mais tarde, tirou um curso de Implantologia Oral e Cirurgia Reconstrutiva, em Madrid, no ano 2000; uma pós-graduação em Ortodontia, no Porto, entre 2002 e 2003; tornando-se ainda especialista em Cirurgia Oral pela Ordem dos Médicos Dentistas, em 2017.