Investigação

Cientistas investigam novo material de restauração para cáries

Investigadores da Universidade de Toronto, no Canadá, receberam recentemente uma bolsa para criar um novo material de restauração capaz de tratar as cáries dentárias. A bolsa, no valor de quase 650 mil euros, foi atribuída pelo Canadian Institutes of Health Research, e tem como objetivo o desenvolvimento de um material do tom dos dentes que não se degrade em contacto com a saliva nem gere uma resposta do sistema imunitário do corpo.

A descoberta vai beneficiar especialmente as populações mais desfavorecidas, já que a missão desta bolsa é a redução de cáries dentárias recorrentes e do custo dos tratamentos. Segundo os investigadores, em populações com higiene oral mais comprometida, os materiais de restauração degradam-se com frequência e exigem substituições.

É nisso que este novo polímero é diferente, já que está a ser testado em várias condições: “Somos capazes de replicar as interações dos materiais de restauração com a saliva, bactérias e o sistema imunitário para criar um novo sistema de restauração”, disse Yoav Finer, da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Toronto, citado pelo Dental Tribune.