Quantcast
 

Cheque-dentista: Acima de mil médicos dentistas inscritos mas bastonário quer mais

Em duas semanas foram mais de mil os médicos dentistas e estomatologistas que aderiram ao programa de saúde oral “cheque-dentista”, destinado a grávidas e idosos, segundo dados da Ordem dos Médicos Dentistas, agora divulgados.

De acordo com as estatísticas, 1148 médicos dentistas e estomatologistas aderiram ao programa entre as 12H00 de 11 de Março, data de abertura das inscrições, e as 15h00 de terça-feira. Deste número, quase metade dos profissionais (508) são da Região Norte, seguindo-se os do Centro (349) e de Lisboa e Vale do Tejo (236). O Alentejo (28) e o Algarve (27) são as regiões onde os médicos menos aderiram ao programa.

Em declarações à “Lusa”, o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, Orlando Monteiro da Silva, salientou a «grande adesão» dos profissionais, apesar de existirem «5500 médicos dentistas no activo». «É uma grande adesão, que é suficiente para assegurar o funcionamento do programa», referiu, admitindo, no entanto, ser «desejável mais inscrições» de médicos.

 

Os cuidados de saúde foram prestados em 1278 locais distintos, tendo a taxa de cobertura por concelho sido maior na região Centro (91%). Seguiram-se o Norte (87%), Lisboa e Vale do Tejo (76%), Algarve (69%) e Alentejo (35%).
Dos 1148 profissionais que aderiram ao programa, 1023 (médicos dentistas) estão inscritos na Ordem dos Médicos Dentistas e 125 (estomatologistas) na Ordem dos Médicos.

Orlando Monteiro da Silva adiantou ainda que as inscrições online (no portal da Direcção-Geral da Saúde) estão abertas até ao fim de Abril e que a Ordem vai promover em Maio duas acções de esclarecimento no Porto e em Lisboa. O programa de saúde oral das grávidas e idosos, do Serviço Nacional de Saúde, prevê "cheques-dentista" (comparticipações nas consultas e tratamentos) que só poderão começar a ser usados a partir de 1 de Maio, segundo o bastonário.

 
Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?