Investigação

Cáries dentárias e doença da gengiva podem estar relacionadas com fatores genéticos

Cáries dentárias e doença da gengiva podem estar relacionadas com fatores genéticos

Um estudo recentemente publicado na Nature Communications sugere que a hereditariedade e fatores como a obesidade, a educação e a personalidade podem influenciar o desenvolvimento de cáries dentárias e de doença da gengiva.

As cáries dentárias e a periodontite estão entre as doenças orais mais comuns, contudo, os mecanismos genéticos que podem afetar o seu desenvolvimento ainda são desconhecidos, sabendo-se apenas que dois indivíduos que tenham a mesma dieta alimentar e hábitos de higiene oral semelhantes podem ter um número de cáries dentárias bastante diferente.

Ingegerd Johansson, do Institute of Odontology da Umeå University, na Suécia, liderou a investigação agora publicada e sublinha que “o estudo torna claro que os dentes são parte integrante do resto do organismo”. O investigador acrescentou: “Entre outras coisas, pudemos observar que pode haver uma relação causal entre os fatores de risco para as doenças cardiovasculares e as cáries dentárias.”

Este estudo combinou dados recolhidos para nove ensaios clínicos internacionais, num total de 62 mil participantes, e agregou-os com os dados de 461 mil pessoas do UK Biobank, analisando milhões de pontos estratégicos do genoma humano para identificar genes relacionados com as doenças orais.

Os resultados mostram que os investigadores conseguiram identificar 47 genes relacionados com as cáries dentárias e confirmam que um gene relacionado com a imunidade, e que já era conhecido, pode estar relacionado com a periodontite.

Conheça os resultados do estudo em detalhe aqui.