Investigação

Branqueamentos dentários podem afetar saúde oral e qualidade de vida dos pacientes

Branqueamentos dentários podem afetar saúde oral e qualidade de vida dos pacientes

Apesar de poderem contribuir para a autoestima dos pacientes, os branqueamentos dentários podem ser prejudiciais para a saúde oral e ter um impacto negativo na qualidade de vida, revela um estudo recentemente publicado na revista científica Journal of Dentistry.

Os autores do estudo fizerem uma revisão sistémica de 313 estudos sobre o tema e indicam que, apesar dos benefícios para a autoestima dos pacientes, os efeitos secundários deste tipo de tratamentos são preocupantes.

De acordo com o estudo, apesar de se verificarem melhorias estéticas nos pacientes submetidos a este tipo de procedimentos dentários, nomeadamente no impacto psicológico da falta de autoestima, existe um padrão de deterioração nos critérios relacionados com função oral, nomeadamente no plano da higiene e da dor.

Segundo os autores, os tratamentos de branqueamento dentário não estão associados, na maioria dos casos analisados, a melhorias na qualidade de vida global dos pacientes submetidos a este tipo de procedimentos.

Conheça o estudo em detalhe aqui.