Quantcast
Austrália

Austrália avalia implementação de testes rápidos de HIV nos consultórios dentários

SEF constitui arguido proprietário de clínica ilegal em Faro

Um grupo de investigadores australianos está a estudar a possibilidade de autorizar as farmácias e os médicos dentistas a realizarem testes de HIV aos seus pacientes. O objetivo é travar a doença, que no ano passado cresceu 10% na Austrália.

Os cientistas estão a testar os conhecimentos deste grupo de profissionais em relação ao HIV, às suas atitudes em relação a pessoas infetadas e à sua disponibilidade para conduzirem testes de HIV aos seus pacientes.

O estudo está também a tentar perceber se os pacientes se sentiriam dispostos a serem testados nestes locais. “Teriam de ser feitas avaliações em relação aos custos que teria implementar os testes de HIV nas clínicas dentárias, ao invés dos locais onde são feitos atualmente”, refere um dos investigadores.

De acordo com o Kirby Institute da University of New South Wales, cerca de 25% dos casos de HIV na Austrália não estão diagnosticados.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?