Medicina Dentária

Alguns dos produtos de branqueamento dentário à venda não estão em conformidade com a regulação europeia

Branqueamentos dentários podem afetar saúde oral e qualidade de vida dos pacientes

Um estudo recentemente publicado pela European Network of Official Cosmetics Control Laboratories (OCCLs), entidade responsável por supervisionar os produtos de cosmética comercializados na União Europeia, revela que ainda existem muitos produtos para branqueamento dentário que não estão em conformidade com a regulação da UE ou dos Estados-Membros.

O estudo avaliou 261 amostras entre 2013 e 2017: 50% eram pastas dentífricas para branqueamento dentário, 23% eram géis de branqueamento dentário e 30% eram tiras de branqueamento dentário ou outros produtos de cosmética para branquear os dentes.

Sessenta e oito por cento destes produtos eram produzidos em países europeus e muitos destes não estavam registados no Cosmetic Products Notification Portal, contendo, no entanto, o símbolo CE, que indica que um produto está em conformidade com a regulação de saúde, segurança e padrões de proteção ambiental.

Importa referir que 71% dos produtos testados estavam em conformidade com a regulação da UE e que a maioria dos problemas de não conformidade estavam relacionados com as quantidades de peróxido de hidrogénio na sua composição.

Nenhum dos produtos foi retirado do mercado depois da publicação do estudo, contudo, no caso de alguns, a publicação destes resultados levou a uma retirada voluntária do mercado, medidas corretivas ou à proibição da comercialização.