Quantcast
Médicos Dentistas

O papel da inteligência artificial na medicina dentária

A inteligência artificial poderá ajudar a reduzir o stresse para os profissionais da dentária, considera o responsável da Pearl, Kyle Stanley.

A inteligência artificial poderá ajudar a reduzir o stresse para os profissionais da dentária, considerou o especialista de implantologia e chefe clínico da empresa de sistemas de inteligência artificial para clínicas dentárias Pearl, Kyle Stanley, num artigo para o Dental Tribune International.

O especialista relata que muitas vezes os médicos dentistas veem a chegada da inteligência artificial às clínicas como um fator extra de stresse.

“Hoje, os médicos dentistas ouvem IA e a sua imaginação pode evocar exércitos de cirurgiões de implantologia android, tirando-os o emprego. Essa visão, claramente, não corresponde nem com nenhum futuro vagamente plausível nem com a minha própria experiência em primeira mão com a IA”, considera Kyle Stanley.

Na sua visão, é verdade que a IA vai trazer automação à dentária, mas não vai invalidar a profissão. “Pelo contrário, vai trazer-lhe alívio do stresse. Isto porque a IA vai automatizar — e já começou a automatizar – certos aspetos dos nossos empregos de forma a ajudar-nos a melhorar a confiança dos pacientes e aumentar a rentabilidade das clínicas, explica.

O responsável antecipa que a IA vai ajudar a rever radiografias, compilar gráficos e cruzá-los com histórias médicas, o que levaria a uma poupança de tempo.

“Com mais tempo disponível, poderemos focar-nos na resolução de problemas mais complexos e dar mais energia às interações que colocam os pacientes à vontade. Mais importante ainda, a IA também fornecerá aos pacientes a garantia de uma segunda opinião objetiva no operador, retirando a pressão quando precisamos de convencer os pacientes céticos a assinar em procedimentos essenciais”, considera o profissional.

Além disso, a capacidade preditiva poderá ajudar a encontrar tendências, prever progressões e planos de tratamento de um paciente.

“A IA é algo que devemos esperar em vez de temer. Não está a chegar para o nosso trabalho; está a chegar para as partes do nosso trabalho que fazemos com menos eficiência e que nos dão mais trabalho”, conclui.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?