Quantcast
Saúde Oral

Xerostomia e cáries entre as doenças orais mais frequentemente associadas ao VIH

Xerostomia e cáries entre as doenças orais mais frequentemente associadas ao VIH

O Consejo General de Dentistas de Espanha lembrou, no âmbito do Dia Mundial da Luta Contra a SIDA (1 de dezembro), que as doenças orais mais frequentemente associadas ao VIH (vírus da imunodeficiência humana) são a xerostomia, as cáries, as aftas bucais, as verrugas, a candidíase oral, gengivite, periodontite e leucoplasia.

Segundo o portal Gaceta Dental, o presidente do Consejo General de Dentistas, Óscar Castro Reino, declara que “é recomendável que as pessoas com VIH consultem periodicamente o seu médico dentista para que possam tratar os sintomas orais desta doença, assim como indicar orientações corretas de higiene oral”.

É lembrado ainda que os médicos dentistas têm um papel fundamental na garantia do bem-estar destes pacientes, uma vez que não só podem detetar a doença antes do seu diagnóstico, como também podem aliviar as patologias orais que lhe estão associadas.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?