Quantcast
Médicos Dentistas

Dicas para criar uma marca pessoal como médico dentista

Dicas para criar uma marca pessoal como médico dentista

A criação de uma marca pessoal, bem definida, possibilita ao profissional de dentária destacar-se da concorrência, trazendo mais valor e visibilidade à sua prática. Dessa maneira ajuda também a conquistar mais pacientes.

De acordo com o portal Gaceta Dental, é importante definir objetivos, perceber quais os pontos fortes, os tópicos que se pretende abordar e o tom da comunicação. Todos estes aspetos vão modificar o plano de criação da marca.

 

Após responder a estas questões, o próximo passo é planificar a comunicação e as ações, por exemplo, definir em que plataforma se pretende comunicar (blogue, website, redes sociais), se se pretende colaborar com entidades ou com os media, entre outros pormenores. “Às vezes menos é mais, e o mais importante é sermos realistas sobre o tempo que temos e sermos coerentes”, nota o portal.

Se não tiver muito tempo para trabalhar as redes sociais, uma possibilidade pode ser a partilha de notícias de terceiros importantes sobre a saúde oral ou sobre a sua especialidade em particular.

 

Outro aspeto importante a definir é a imagem/o brading.  “Cada marca pessoal está associada a uma imagem corporativa que reflete as características da sua atividade, que representa a sua atividade ou a da sua clínica. Pode ser o nome, pode ser algum objeto ou conceito fortemente relacionado com a medicina dentária, etc.”, aconselha a Gaceta Dental.

Além disso, é importante a presença online através de um website, uma vez que possibilita estar disponível para quem procura os serviços dentários, por exemplo.

 

Por último, é necessário avaliar se a estratégia está a dar resultados. Existem várias fórmulas para identificar isso, por exemplo, se um paciente conheceu o trabalho do profissional através das redes sociais ou até através de métricas, como o Google Analytics.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?