Saúde Oral

Transmissão de Covid-19 leva UE a controlar exportação de equipamentos de proteção

Covid-19: Quatro dos cinco trabalhos de risco são do setor da medicina dentária

A União Europeia anunciou medidas para salvaguardar os equipamentos de proteção individual utilizados pelos profissionais de saúde para evitar a transmissão do novo coronavírus. Ao abrigo desta decisão, tomada no passado dia 15 de março, as exportações para fora da UE de equipamento, como máscaras faciais e óculos de proteção, passam a estar sujeitas a autorização de exportação pelos Estados-membros.

A medida será válida por um período de seis semanas e foi tomada num momento de crescimento exponencial da pandemia de Covid-19, em que começam a ser requisitados equipamentos de proteção, já escassos em algumas zonas.

Perante a falta de equipamento em Itália, também já identificada em Portugal por alguns profissionais de saúde, a UE quer assegurar que a sua resposta previna uma situação em que os Estados-membros adotem abordagens individuais em vez de trabalharem em conjunto.

“Os desafios apresentados pela difusão da Covid-19 justificam a urgência desta ação. A Comissão não poupa esforços para oferecer ajuda concreta aos nossos cidadãos e a todos aqueles que se ocupam deles”, explicou Phil Hogan, comissário da UE para o Comércio, citado pela publicação Dental Tribune International.