Quantcast
Médicos Dentistas

O que mais preocupou os médicos dentistas em 2021?

Há umas semanas partilhámos os primeiros resultados do Barómetro SAÚDE ORAL, que assinalava com expressividade a pressão sentida pelos médicos dentistas no exercício das suas funções. Agora, destacamos as áreas que mais preocuparam a classe de dentária durante o ano 2021 e aquelas que consideram ser mais urgentes e que merecem maior atenção.

De entre as opções assinaladas, 14 profissionais de medicina dentária referiram que aquilo que mais os preocupou no ano 2021 foi a “Eficiência e desempenho das suas funções”, a par com a “Saúde mental/burnout”, que também contou com 14 votos. Ainda no pódio, em terceiro lugar, seguiu-se a “Pandemia: Reforço da segurança e dos equipamentos de proteção”, com 13 votos.

 

A SAÚDE ORAL quis aferir também as áreas mais urgentes e que merecem maior atenção por parte da classe. Neste campo, destaca-se com uma margem significativa o “Ensino superior: Redução do número de vagas nos cursos de dentária”, com 27 votos, seguindo-se a “Promoção do papel do médico dentista” com 17 e o “Licenciamento radiológico”, com a votação de 16 profissionais. De entre as opções referidas, a “Tecnologia”, a “Especialização dentária” e os “Médicos dentistas no SNS” foram considerados os temas menos urgentes por parte dos inquiridos.

No campo das áreas que despertam maior interesse por parte da classe, destacam-se novamente o “Ensino superior: Redução do número de vagas nos cursos de dentária”, com 18 votos, a “Especialização dentária” e a “Promoção do papel do médico dentista”, com 17. No lado oposto, os tópicos menos caros para os profissionais foram a “Telemedicina dentária” – 13, o “Licenciamento radiológico” – 12 e os “Médicos dentistas no SNS” –11.

 

Aceda aos gráficos aqui, onde poderá ter acesso aos restantes resultados.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?