Quantcast
Opinião

Este verão reapaixone-se pela sua clínica

Este verão reapaixone-se pela sua clínica

As mudanças não se dão com a chegada do novo ano, em janeiro, dão-se com a partida das férias do verão, em setembro. Há vários estudos indicadores de que o verdadeiro momento em que as pessoas assumem novos contextos é após as férias. E o que tem isso a ver com a gestão da clínica? Muito mais do que provavelmente imagina.

Setembro não ganhou o cognome de rentrée à toa. O regresso ao trabalho significa uma reentrada no período que sabemos ser longo até ao próximo descanso com o tempo quente. Há mecanismos automáticos que disparam quando começamos a ver esse momento de regresso aproximar-se. Gatilhos tão mais fortes quanto a responsabilidade do que temos pela frente. Ora sendo nós empresários, naturalmente esse estado é mais acentuado. Mas vamos focar-nos nas férias.

 

Se acha que em agosto vai desligar-se da sua empresa, desengane-se. Sabe tão bem como eu que se tira o dono da clínica, mas não se tira a clínica do dono – seja médico dentista, higienista oral, protésico ou gestor. Todos levamos a clínica na mala.

No entanto, esta bagagem fora de formato tem grandes vantagens, pois uma coisa é o descanso operacional, outra é desperdiçar o contexto de estar fora da empresa para uma reflexão estratégica.

 

Enquanto trabalhamos dificilmente conseguimos pensar a médio prazo, muito menos a longo. Perfeitamente natural, tal como os problemas que contribuem para o afastamento de modelo de fluxo de trabalho que gostaríamos de ver a funcionar. No período pré-férias, o cansaço acumulado empurra-nos para uma enorme vontade de parar e de nos desconectarmos dessa erosão. A concretização desse desejo legítimo revela-se impossível na prática, pelo que o melhor é aproveitar a oportunidade.

O momento de relaxamento perfila-se como o mais indicado para redefinirmos estratégias. Sem pressão, é o momento em que nos reapaixonamos pela empresa.

 

Os mais frios escusam de estar já a bufar. Não precisamos de ser românticos, muito menos fogosos, mas sim de aproveitar o contexto e olharmos para a clínica de forma cuidadora. O que resulta em algo tão positivo que nem imagina. Como?Por exemplo, leia um livro de gestão (ligado à estratégia, ao marketing ou à liderança), dando oportunidade a outras vozes na sua cabeça. E há livros ótimos, com narrativa leve, até humorística, carregados de sumo. Se me pedissem uma sugestão, diria: por que não o “Torne-se Pequeno e Pense em Grande!”, de Seth Godin? Já foi lançado há uns anos, mas continua best-seller e bem atual, provando que há muito mais vantagens em ter uma pequena empresa do que uma média ou grande. São 180 reflexões para sublinhar, riscar e anotar.

Outro exemplo, agora fechando a lente: tente pensar na sua clínica, no espaço físico por onde circulam os pacientes e a equipa. No que gostaria de mudar, nos locais para onde não olha há algum tempo. Visite-os mentalmente e decida o que melhorar no regresso – pequenas mudanças fazem grandes diferenças.

 

Ainda no que toca às instalações, não deve deixar de ponderar o avançar com a substituição deste ou daquele objeto, fora do gabinete, que se foi deteriorando com o tempo. O diabo esconde-se nos detalhes e, se não tivermos tudo sempre como deve ser, a má imagem tatua-se na memória dos visitantes.

Ainda outro exemplo: faça pesquisas no Google que o levem a conhecer clínicas noutros continentes. Imagine que está em Sidney e quer marcar uma consulta dentária. Veja como param as modas na grande passerelle internacional das clínicas dentárias, é sempre bom e inspirador num ou noutro caso.

Os exemplos podiam continuar, mas certamente já percebeu qual é o objetivo: cuide da sua clínica como ela cuida de si e da sua família. Aproveite o descanso para olhá-la como na primeira vez, para recordar o que levou ao passo corajoso de abrir uma unidade de saúde oral. Recupere esse fôlego e verá como regressará mais forte para abraçar o que nunca foi um amor de verão, mas uma paixão para a vida.

*Presidente da Incisivos – Associação dos Empresários da Medicina Dentária

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?