Quantcast
Saúde Oral

Saúde oral: Cada vez mais uma abordagem multidisciplinar

A Resolução Saúde Oral, adotada pela 74ª Assembleia Mundial da Saúde (WHA) que teve lugar em Genéve, entre 24 de maio e 1 de junho de 2021, reforça a visão multidisciplinar da saúde e o compromisso de integração da saúde oral como parte fundamental da saúde geral.

A rede CUF decidiu alargar os seus serviços à área da medicina dentária. O projeto está, atualmente, em fase de implementação.

Susana Noronha –  Coordenadora Clínica de Medicina Dentária da CUF

O reconhecimento da elevada prevalência das doenças orais, estimada em mais de 3,5 biliões de pessoas a nível mundial, associada ao conhecimento da relação estreita com outras doenças não transmissíveis (DNT) e ao seu impacto crescente a nível económico e social, fortalece a importância de implementação de uma estratégia global de valorização e celebração da saúde oral como direito humano básico, num contexto de prevenção e tratamento de cada pessoa como “um todo”.

 

A medicina dentária tem seguido uma tendência de especialização, com dedicação dos médicos dentistas a uma área específica e um caminho de interação no sistema global de saúde, com destaque para a existência de equipas de medicina dentária em contexto hospitalar. Este modelo permite aplicar uma abordagem abrangente de cuidados de saúde, contribuir para o diagnóstico precoce de diferentes patologias e implementar programas de monitorização e controlo conjunto, com claros benefícios para a população.

Adicionalmente, o estímulo para a criação de medidas coletivas que contribuam para a transformação da visão dos cuidados de saúde de uma intervenção tradicionalmente curativa para uma abordagem preventiva, permitirá promover a identificação de fatores de risco oportunamente e estabelecer protocolos de tratamento integrados e inclusivos que cooperem para a melhoria da saúde oral com claro impacto na saúde geral.

 

Podemos aproveitar esta mudança de paradigma para desenvolver campanhas estruturadas de promoção da saúde que contribuam para aumentar a literacia da população e salvaguardar o esclarecimento adequado e a desmistificação de conceitos previamente apreendidos.

Nesse sentido, temos todos, profissionais de saúde oral, a oportunidade de contribuir, diariamente, para o diagnóstico e acompanhamento das DNT, desempenhando funções na educação e prevenção, essenciais para a manutenção da Saúde.

 

Podemos, em conjunto, assegurar a integração da saúde oral na saúde geral!

*Susana Noronha –  Coordenadora Clínica de Medicina Dentária da CUF

 

*Artigo de opinião publicado originalmente na edição n.º 140 da revista SAÚDE ORAL, de setembro-outubro de 2021.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?