Saúde Oral

Reino Unido: dentistas consideram que confinamento prejudicou a saúde oral

A maioria significativa dos profissionais de medicina dentária (96%) do Reino Unido acredita que a paragem do setor teve um impacto negativo na saúde oral.

A conclusão foi divulgada na publicação Dentristry Online, com base num inquérito realizado pela rede europeia de clínicas dentárias Mydentist aos profissionais em mais de 600 consultórios de medicina dentária.

Os resultados indicam que 88% dos profissionais de medicina dentária acreditam que a saúde dentária do Reino Unido pode diminuir devido à falta de consultas de rotina, o que agravará problemas dentários devido à falta de acompanhamento e prevenção.

O estudo revela ainda que 77% dos inquiridos estão preocupados que o confinamento afete a deteção e diagnóstico de cancros orais.

A maioria dos dentistas (60%) afirmou ainda que o facto de os pacientes adiarem as consultas para tratar sintomas menores, como dores de dentes e sangramento das gengivas, pode levar a problemas maiores a longo prazo.

Enquanto 41% afirmam que a saúde oral do país deverá recuperar entre um ano e 18 meses, 12% preveem que serão necessários pelo menos dois anos para que a saúde oral britânica regresse aos níveis pré-pandémicos.