Tecnologia

Opinião|Por que razão não consigo promover certos conteúdos digitais do meu negócio? 

Erros comuns

Uso excessivo de texto em imagens (a proporção deve ser de 20% de texto para uma imagem) e o modo como se dirige ao público.

O Facebook não pretende que o usuário perceba que aquele anúncio é direcionado especialmente para ele. O anúncio será reprovado, se nele houver informação de que o usuário faz parte do público-alvo do anúncio.

Vender com religiosidade, pregando aos seus fiéis, apelando ao cumprimento dos seus valores, é outro erro comum. Criar anúncios em vídeo, sem cumprir determinados requisitos (luzes muito brilhantes ou troca rápida de cores que possa provocar crises de epilepsia), é outro erro frequente.

Fazer um anúncio com erros de ortografia ou com uma temática irrelevante para o produto publicitado também é de evitar.

Landing pages

As landing pages representam uma parte importante dos anúncios. As páginas onde os usuários “aterram” também são levadas em consideração. Se as páginas são duvidosas, com informações falsas, ou se visam enganar o usuário, serão rejeitadas. Qualquer informação errada ou insuficiente pode levar a uma rejeição.

Para que o anúncio seja aprovado, todas as informações relevantes já devem estar na sua landing page. Se os links não coincidem ou se direcionam para uma página suspeita, por exemplo, “páginas em construção”, páginas sem ligação ao site ou links quebrados, o anúncio pode ser igualmente rejeitado.

Se a empresa não coloca com transparência os detalhes mais comuns (nomeadamente: telefone, e-mail, endereço e política de privacidade), o anúncio também pode não ser aprovado.

Convém, por isso, estar atento a todos os pormenores e evitar explorar temáticas proibidas ou sensíveis.

Anúncios que devem ser evitados

Temáticas sensíveis, práticas ilegais e conteúdos que estejam contra os valores da sociedade devem ser evitados, nomeadamente:

  • Publicitar ilegalidades (drogas ilícitas, armas sem registo, documentos falsificados);
  • Publicitar criptomoedas (por via das tentativas de fraude, os anúncios são banidos);
  • Publicitar “adiantamento” do salário. É proibido publicitar empréstimos com desconto no salário;
  • Publicitar empréstimos de dinheiro, com taxas de juro altas e períodos curtos para pagamento;
  • Tabaco (esta temática não pode ser abordada, enquanto conteúdo);
  • Publicitar venda de armas, munições e acessórios do género;
  • Publicitar produtos farmacêuticos ou suplementos “inseguros” (relacionar com esteroides, emagrecimento rápido ou outros do género);
  • Publicitar produtos, serviços ou conteúdos de adultos (com conotação sexual);
  • Publicitar equipamentos de vigilância e espionagem;
  • Publicitar esquemas de pirâmide, que defendam o enriquecimento rápido.

NOTA: Os anúncios serão reprovados no Facebook e Instagram, independentemente do número de vezes que tente criar o anúncio. Estas são temáticas proibidas e as regras valem quer para o post orgânico, quer para as vendas realizadas no Marketplace do Facebook.

Produtos não proibidos, mas “especiais” 

Há produtos que exigem uma autorização especial e o cumprimento de certas normas. Assim, definindo o local e a idade do público-alvo, com uma autorização por escrito da plataforma, poderá realizar o anúncio.

Bebidas alcoólicas: de acordo com as leis de cada país, em Portugal a idade mínima para consumir bebidas alcoólicas é 18 anos. Já nos Estados Unidos da América são os 21 anos.

Serviços de encontro sociais (publicitação do próprio Tinder): cumprindo uma série de requisitos, sem encorajar a traição, sem conteúdo sexual, com público alvo definido (solteiro ou não especificado).

Jogos de azar: lotarias, rifas, leilões ou outros jogos do género. Em países em que os jogos de azar são legais, os anúncios podem ser criados, mas sempre destinados a maiores de 18 anos.

Serviços de assinatura (como Netflix e outros do género): podem ser anunciados, se cumprirem com uma série de exigências, nomeadamente terem uma landing page com Termos e Condições, com a política de privacidade e com a descrição do valor da assinatura.

Outros: conteúdo patrocinado / anúncios políticos, entre outros.

Contas banidas

O Facebook tem critérios subjetivos, levando a que haja anúncios excluídos sem serem mal-intencionados, assim como há contas banidas que não são de pessoas desrespeitadoras das regras.

Deve destacar-se que há denúncias que são realizadas por usuários, sabendo que muitos destes podem ser bastante radicais e determinados. Se fizerem denúncias bem sustentadas, elas podem causar estragos…

Conclusão sobre o que NÃO deve fazer

Deve ser evitado qualquer anúncio que contenha apologia a qualquer crime ou violência, pois assim será banido da plataforma.

Deve ainda evitar qualquer anúncio que represente uma ameaça à segurança de terceiros ou que encoraje comportamentos contra a segurança do usuário.

Qualquer conteúdo que incite ao bullying ou a comportamentos igualmente inapropriados como exploração sexual, suicídio ou autoflagelação também é rejeitado.

Evitar conteúdos que apresentem nudez ou explorem temáticas como sexo, atos violentos, incitação ao ódio ou à discriminação faz parte das boas práticas.

Conteúdos que sejam identificados como spam, que representem uma má experiência para o usuário, que sejam considerados fake news ou que recorram à figura de famosos, sem autorização, também são banidos.

E se eu tiver um anúncio rejeitado? O que devo fazer?

Se criar um anúncio e este for reprovado pelo Facebook, deve editá-lo, seguindo as políticas de publicidade da plataforma. Depois de editar os anúncios do Facebook, recebe um e-mail da rede social a explicar as razões que levaram a que o seu anúncio tivesse sido rejeitado.

Essas informações devem ser levadas em consideração no momento de fazer as alterações ao anúncio.

Motivos para rejeição editáveis

Um anúncio a publicitar bebidas alcoólicas e com um público-alvo de idade inferior à legal para o consumo deste produto é, seguramente, rejeitado.

Neste caso, o anunciante deve aceder à secção “Definição do público-alvo” e alterar a faixa etária, adequando-a à idade mínima, legalmente permitida, para o consumo destas bebidas.

Assim, o anúncio será revisto e aprovado.

Motivos para rejeição não editáveis

Existem rejeições que apresentam razões que não são superáveis, não permitindo que o anúncio seja editável. Se não for possível editar o anúncio, a solução passa por criar um novo, respeitando todas os termos e condições definidos pelas redes sociais para esta matéria.

Parceria

Muitas vezes, um anúncio é rejeitado por falta de informação relevante e por falta de conhecimento sobre esta matéria. Essa realidade gera diversos inconvenientes, estando entre eles a perda de tempo, a perda de dinheiro e a falta de retorno ao dinheiro e tempo investidos.

Estabelecer uma parceria digital com uma empresa com “know-how” neste assunto, pode revelar-se uma estratégia eficaz.

*Nuno Gonçalves é cofundador da Constant Circle e da Doctorino. Este artigo foi publicado originalmente no blogue da primeira empresa, que se assume como um estúdio de consultoria digital.