- Saude Oral - https://www.saudeoral.pt -

O digital como aliado da Medicina Dentária

A pandemia de covid-19 teve reflexo na necessidade de implementar modelos digitais na medicina dentária. Com esta “nova realidade” a ortodontia digital veio assumir ainda mais importância, visto que vivemos num mundo em que os consumidores, especialmente os Millennials e a Geração Z, revelam uma grande apetência para as novas tecnologias.

São muitas as empresas que já tinham compreendido esta necessidade na indústria dentária. E mesmo antes da pandemia, muitas já tinham implementado a tecnologia nas suas rotinas. No setor, a pandemia veio evidenciar a necessidade de acelerar o processo de digitalização, com os confinamentos a restringir as práticas. Para que as clínicas dentárias prosperem nesta nova realidade, há que garantir um modelo híbrido, onde a consulta física é complementada por ferramentas online, que podem ajudar a tomada de decisão – uma opção que vale a pena considerar.

O foco no dentista com a tecnologia como aliada
 

Enquanto o setor dentário recuperava para dar resposta à pandemia, foram identificadas novas formas de chegar à comunidade, através de novas abordagens, muitas vezes inovadoras, como a realização da triagem dentária ou a implementação de fluxos de trabalho virtuais, em alguns casos. Ainda assim, as novas tecnologias na medicina dentária, como a ortodontia digital e os dispositivos médicos, requerem a experiência de dentistas e ortodontistas, para garantir os resultados desejados no tratamento dos pacientes.

O consumidor atual é ávido de tecnologia, enquanto as experiências dos consumidores incorporam mais e mais ferramentas digitais, as clínicas dentárias implementaram tecnologias digitais para otimizar as consultas, a experiência do consumidor e o fluxo de trabalho. Quando os consultórios e as clínicas tiveram de permanecer encerrados sem que os pacientes pudessem marcar livremente as suas consultas durante a pandemia, a teleconsulta com os dentistas funcionou como uma plataforma para tratar a tempo casos críticos.

 

Um exemplo disso mesmo é a ferramenta Invisalign Virtual Appointment, uma solução lançada em 2020 pela Align Technology [1] – disponibilizada aos médicos dentistas, que permite que estes possam monitorizar o progresso dos seus pacientes, além de permitir a resposta a questões, numa fase inicial.

Dentistas e ortodontistas podem esclarecer as dúvidas dos seus pacientes e desenvolver planos de tratamentos centrados numa abordagem digital – sempre que esta seja possível. A capacidade extra criada pela medicina dentária digital permitiu às clínicas a oportunidade não só de estabilizar o seu negócio durante a pandemia, como ajudou os dentistas a fazer uma melhor gestão do tempo, além de permitir aos pacientes o esclarecimento de dúvidas remotamente.

Chegar até às novas gerações
 

A imagem tem cada vez mais importância para as gerações mais jovens, que estão sempre atentas às mais recentes tendências. Os jovens têm acesso às mais recentes tecnologias desde tenra idade, como smartphones, câmaras, aplicações para colocar filtros, tornando-os autênticos nativos digitais.

Tendo em conta esta realidade, os serviços de ortodontia digital estão a acelerar a transformação digital e a otimizar o fluxo de trabalho, melhorando a experiência dos consumidores, além de se tornarem mais competitivos. Um estudo recente da Fundação de Saúde Oral do Reino Unido concluiu que a população com idade inferior a 35 anos gasta em media três vezes mais em serviços de saúde oral do que a média nacional do país. (1) [2]

 

Por norma, a geração Z está menos disposta a esperar por um serviço. Rodeados por ecrãs, redes sociais e outras plataformas digitais, estas tornaram-se numa das suas principais fontes de informação. As ferramentas online estão aqui para ficar, e os dentistas podem utilizá-las em seu benefício: as ferramentas digitais permitem comunicar melhor com os seus pacientes e otimizar o tempo de espera das consultas.

Foi por isso que foi lançada a SmileView app, uma solução digital que permite tirar fotografias à boca dos pacientes, normalmente durante a primeira consulta, o que constitui uma ferramenta de suporte adicional. Com alguns cliques no smartphone, os médicos dentistas podem mostrar aos seus pacientes o resultado final do seu sorriso depois dos tratamentos, permitindo assim a decisão de começar o tratamento para conseguir um sorriso mais saudável.

Um modelo híbrido – resultados com maior previsibilidade

A mudança para a medicina dentária digital, ao recorrer a soluções de tecnologia avançada, sem dúvida alterou a dinâmica das clínicas. Claro que as consultas físicas continuam a ser de extrema importância, contudo as ferramentas digitais ajudam os dentistas a seguir um modelo híbrido que é mais flexível.

O valor acrescentado deste modelo é a previsibilidade dos resultados, ao ajudar em todas as fases do tratamento, a determinar e a interpretar, além de conseguir dar mais confiança aos pacientes. Conforme assistimos a uma alteração geracional, com as novas gerações preparadas para desempenhar um papel mais importante na determinação de comportamentos, é importante adaptar as práticas da medicina dentária para inspirar e criar mais sorrisos.

Referências:

Dental Nursing (2021) https://www.dental-nursing.co.uk/news/millennials-brush-up-better-than-most-under-35s-are-spending-on-average-750-a-year-on-dentistry [2]