Quantcast
Saúde Oral

Reforçar prevenção e disseminar saúde oral no SNS são prioridades de Manuel Pizarro

Reforçar prevenção e disseminar saúde oral no SNS são prioridades de Manuel Pizarro

O ministro da Saúde, Manuel Pizarro, declarou que o ministério tem duas prioridades para a saúde oral: reforçar a aposta na prevenção junto das crianças e dos jovens, pelo que o programa cheque-dentista precisa “de ser revisitado”; e apostar na disseminação de gabinetes de saúde oral nos cuidados de saúde primários.

“É preciso alargar a presença desses gabinetes e criar condições de exercício profissional, uma carreira”, afirmou, durante a sua intervenção no 31º Congresso da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD).

Segundo explica a Ordem no seu site, perante as conclusões do Barómetro da Saúde Oral 2022, divulgadas durante o evento, o ministro Manuel Pizarro constatou ser necessário “debruçar sobre os resultados do programa” cheque-dentista.

“Senhora Diretora-Geral da Saúde é um desafio que temos, tornar evidente o resultado deste programa, porque se o queremos alargar temos que criar a consciência do investimento que fazemos”, referiu, dirigindo-se a Graça Freitas, presente na audiência.

“A ausência de cuidados de saúde oral excluí cidadãos de uma vida social normal, da vida da sua comunidade, da possibilidade de uma vida profissional, é uma causa relevantíssima de absentismo no mercado de trabalho”, considerou Manuel Pizarro.

Por sua vez, o bastonário da OMD, Miguel Pavão adiantou alguns dados do Barómetro da Saúde Oral, reforçando que menos de 7% da população recorre à medicina dentária no SNS. As principais razões apontadas para esta exclusão são, “respetivamente, o não reconhecimento das necessidades dos cuidados de saúde oral por parte dos cidadãos e obviamente as limitações económicas”. Facto que evidencia o enorme trabalho que “há a fazer em Portugal em matéria de literacia para a saúde”, notou.

Congresso da OMD conta com mais de quatro mil congressistas

O 31º Congresso da OMD regressou a Lisboa após dois anos de pandemia. Nos dias 17, 18 e 19 de novembro, o evento registou uma afluência de 4400 congressistas. Também os cursos despertaram interesse por parte da classe. Mais de 500 médicos dentistas frequentaram os 22 cursos hands-on e o pré-congresso.

Já a Expodentária foi visitada, durante os três dias, por mais de 10 mil profissionais do setor. A feira de equipamentos e materiais dentários contou com a presença de 108 empresas, distribuídas por 469 stands.

 

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?