Quantcast
Clínicas Dentárias

Clínica Natural Smile: Ir ao dentista e ter uma experiência sensorial

Natural Smile

É possível ter uma consulta dentária num ambiente confortável e familiar. Através de uma cultura e de serviços que abrangem o paciente como um todo, as várias especialidades disponíveis na Natural Smile | Medicina Integrativa, em Setúbal, pretendem proporcionar momentos de bem-estar e relaxamento. Tudo por um sorriso mais descontraído e saudável.

Ouvir, respeitar e honrar o corpo. Trabalhar diariamente para restabelecer o equilíbrio dos pacientes. Foi com esta missão que nasceu a Natural Smile, em agosto de 2019.

 

Após quinze anos a exercer medicina dentária, Rita Lourenço descobriu que era possível fazê-lo com uma abordagem integrativa. “Muito do que se passa no nosso organismo reflete-se na boca, só temos de estar atentos”, descreve a diretora clínica Rita Lourenço.

Sempre teve o desejo de ter um negócio próprio, mas que refletisse a sua identidade. “Não queria que fosse só mais uma clínica dentária, queria algo que refletisse a minha maneira de estar na vida e praticar aquilo em que realmente acredito.” Formada há 15 anos, trabalhou noutras clínicas e mantém uma “excelente relação” com os colegas, mas há cerca de três anos começou a idealizar o seu projeto com o intuito de dar o seu cunho pessoal.

 

O que Rita e a sua equipa não sabiam era que seis meses depois da Natural Smile abrir portas, uma pandemia iria obrigar ao seu encerramento temporário. Foram tempos de adaptação e de muitas incertezas sobretudo sobre como e quando voltariam a reabrir as portas. “Os pacientes foram a nossa principal preocupação e tentámos, dentro da distância imposta, estar perto e disponíveis para ajudar. Ao nível do negócio, o facto de ser uma clínica pequena e de o projeto ter sido feito de forma sustentada, possibilitou-nos um rápido regresso à normalidade com a mesma qualidade.” Foi preciso estudar e apostar em novos EPIs de modo a aumentar a segurança dos pacientes e da equipa. “Contudo, as condições e os equipamentos já existentes antes da pandemia tornaram a fácil a adaptação a esta nova realidade”, explica a médica dentista.

“Acreditamos que a multidisciplinaridade será benéfica para prestar um tratamento global ao paciente”, defende a médica dentista Rita Lourenço

Rita Lourenço

 

Sempre teve interesse em terapias complementares e acredita que o nosso organismo funciona de forma global. “O paciente tem que ser visto na sua totalidade e de forma individualizada”, defende. Ou seja, cada um tem as suas necessidades e as mesmas devem ser respeitadas. “Apostamos numa abordagem multidisciplinar onde seja possível avaliar o paciente como um todo. Além disso, queremos proporcionar uma experiência onde o paciente sinta que pode relaxar, sem o medo e ansiedade associados à ida a um consultório dentário.” É com esta estratégia de relaxamento que a equipa consegue perceber as necessidades do paciente e agilizar a realização dos tratamentos.

Com dois consultórios, um destinado à medicina dentária e, o segundo, a outras especialidades, tudo na clínica foi pensado para proporcionar um ambiente de bem-estar e relaxamento ao paciente. “Queremos proporcionar uma experiência sensorial, daí a importância de pequenos detalhes, como por exemplo, um teto que simula um céu azul, o recurso a óleos essenciais que promovem o relaxamento, entre outros”, explica a diretora clínica.

 

No que diz respeito a equipamentos, é dada primazia àqueles que permitem complementar a atividade integrativa e a materiais orgânicos, biocompatíveis e sustentáveis. Atualmente, a Natural Smile dispõe de um gerador de ozono de uso médico, todo o equipamento necessário para a realização da remoção segura de amálgamas e um laser para uso em medicina tradicional chinesa. “Sendo um projeto relativamente recente, a nossa preocupação será crescer de forma sustentada e apostar em equipamentos que nos permitam realizar a nossa atividade de maneira mais eficaz, proporcionando equilíbrio e bem-estar aos nossos pacientes.”

Tratar os doentes como um todo

A equipa é composta atualmente por oito pessoas, três médicos dentistas, – cada um com as suas áreas de diferenciação – um terapeuta de medicina tradicional chinesa, uma nutricionista clínica funcional, uma psicóloga clínica, um osteopata e uma assistente e rececionista.

Natural Smile

Com consultas adaptadas a qualquer idade, toda a família tem uma resposta na Natural Smile. No que respeita às crianças, existe a preocupação de proporcionar uma experiência com muita brincadeira para que os mais pequenos não associem a visita ao médico dentista como algo traumático. “Acreditamos que uma primeira experiência traumatizante pode determinar a cooperação das crianças em consultas futuras. Queremos que a recordem como algo agradável”, explica Rita Lourenço.

Dentro da perspetiva de avaliar e tratar os pacientes como um todo, o objetivo passa por combinar várias especialidades e tratamentos de forma integrativa. Além da medicina dentária, a Natural Smile dispõe de medicina tradicional chinesa, nutrição clínica funcional, psicologia clínica e osteopatia. “Também implementamos tratamentos complementares como a ozonoterapia e a aromaterapia, para além de sermos certificados pela International Academy of Oral Medicine and Toxicology (IAOMT) para realizar a remoção segura de amálgamas e sermos Invisalign Providers”, explica Rita Lourenço.

“Sendo um projeto relativamente recente, a nossa preocupação será crescer de forma sustentada e apostar em equipamentos que nos permitam realizar a nossa atividade de maneira mais eficaz, proporcionando equilíbrio e bem-estar aos nossos pacientes” Rita Lourenço, diretora clínica

O recurso frequente a terapias complementares para gerir a ansiedade dos pacientes em relação a tratamentos dentários é uma prática comum. Saber escutar o corpo para alcançar a cura e devolver o equilíbrio é a missão desta clínica. “Ao conseguirmos que o paciente se sinta relaxado, todo o tratamento se torna mais fácil e proporcionamos uma experiência agradável ao paciente. As terapias que ajudam a gerir o medo relacionado com os tratamentos dentários que habitualmente usamos são a medicina tradicional chinesa, a aromaterapia e o recurso a Florais de Bach.” A ambição passa por crescer e trazer mais especialidades alinhadas com a visão da clínica e com aquilo que os pacientes precisam. “É sempre um processo lento no que diz respeito a encontrar as pessoas certas, mas cada vez existem mais especialistas que praticam medicina integrativa. Acreditamos que a multidisciplinaridade será benéfica para prestar um tratamento global ao paciente”, explica Rita Lourenço. O objetivo futuro será ainda o de integrar novos equipamentos para poder ter um conjunto de tratamentos mais abrangentes, mais integrativos e menos invasivos.

Natural Smile

Da resistência dos colegas à curiosidade

Numa primeira consulta, a equipa tenta perceber de que forma pode ajudar um paciente. Tudo é explicado ao pormenor e os pacientes são encaminhados segundo as especialidades de que necessitam. O facto de os pacientes que procuram a Natural Smile também já estarem informados e pretenderem uma abordagem mais integrativa acaba por facilitar todo o processo. “Procuramos sempre que o paciente se sinta bem acolhido, relaxado e que veja a clínica como um espaço também seu, onde as pessoas, para além de virem tratar dos seus dentes, também venham tratar de si e de um modo integrativo e natural”, sublinha a médica dentista.

O facto de esta ser uma clínica pequena facilita a criação de um ambiente familiar e é precisamente essa a experiência que a equipa pretende fomentar. “O agendamento de consultas é feito consoante as necessidades do paciente e os timings necessários para a realização de determinados tratamentos/exames. As redes sociais permitem introduzir determinados tópicos relacionados com a abordagem de modo que mais pessoas adquiram mais conhecimento. “Contudo, notamos que existem cada vez mais pessoas a procurar este tipo de abordagem quando querem tratar de si. Daí termos pacientes de várias partes do país, mas também de fora de Portugal que já agendam os seus tratamentos antes de se deslocarem e vêm com uma ideia muito sólida do que é um tratamento integrativo e natural”, explica a diretora clínica.

A responsável acredita que os pacientes que procuram a Natural Smile estão cada vez mais conscientes sobre a importância da saúde oral e a sua relação com o organismo. “Sentimos que existe a preocupação de apostar na prevenção de determinadas situações que possam estar relacionadas com a saúde oral. Os pacientes também manifestam cada vez mais interesse e preocupação em relação aos materiais que usamos em consulta”, afirma. Com a convicção de que a medicina dentária tem muito potencial para crescer e inovar e que, dependendo da área, existe sempre margem para continuar a evoluir, Rita Lourenço encara como principais desafios lidar com toda a burocracia necessária para exercer a atividade de forma legal. “Gostaria de ver todos estes processos burocráticos mais facilitad

Natural Smile

De futuro, a diretora clínica imagina uma medicina dentária com uma forte componente digital que permita proporcionar um tratamento ainda mais individualizado, mas, ao mesmo tempo, menos invasivo, muitas vezes com recurso a outras especialidades que possam complementar a atividade. “Estamos felizes com esta tomada de consciência, mas queremos que chegue a mais pessoas.” Ainda assim, sente que alguns colegas apresentam alguma resistência a esta forma de fazer medicina dentária. Por outro lado, não tem dúvidas de que existe cada vez mais curiosidade e interesse em relação a esta complementaridade. “Também existem muitos colegas que já experimentaram terapias complementares neles próprios e com excelentes resultados. Assim, imagino que num futuro próximo seja possível esta integração, que será benéfica para o paciente.”

Para os profissionais do setor, deixa a seguinte mensagem: “Que possamos todos trabalhar em conjunto para o bem-estar dos pacientes. Devemos procurar ver além dos dentes, já que cada vez mais existem estudos que relacionam problemas da cavidade oral com outras situações.” Estar atento e apostar na prevenção para contribuir para um paciente mais saudável e equilibrado é fundamental.

*Artigo publicado originalmente na edição n.º 141 da revista SAÚDE ORAL, de novembro-dezembro de 2021.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?