Quantcast
Investigação

Investigadores de Oxford analisam relação entre carga viral e severidade da doença Covid-19

Veterinária Atual nota informativa covid-19

O Centro para a Medicina Baseada em Evidência da Universidade de Oxford, em Inglaterra, publicou um artigo, ainda não revisto por pares, que explora a relação entre a carga viral de SARS-CoV-2 e a severidade da doença Covid-19. Segundo os investigadores britânicos, os pacientes expostos a uma maior carga viral podem vir a desenvolver sintomas mais graves da doença, o que ajudaria a explicar, por exemplo, porque é que profissionais da saúde saudáveis que trataram vários pacientes assintomáticos ou com sintomas ligeiros no início da pandemia acabaram por morrer.

Reforçando que o artigo explora apenas uma hipótese e que não constitui material para recomendações médicas, nem pode substituir as diretrizes das autoridades competentes, os autores analisam evidências não só no caso da mais recente pandemia, mas também nos surtos de SARS e Influenza. “A evidência sugere uma associação da carga viral com a severidade da doença. Contudo, a evidência da relação é limitada pela pobre qualidade de muitos dos estudos, pela natureza retrospetiva destes, pela pequena dimensão das amostras e pelo problema potencial do viés de seleção”, escrevem os investigadores.

Pode ler o artigo na íntegra aqui.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?