Quantcast
Empresas

Expodental 2022 contou com mais de 26 mil visitantes oriundos de 72 países

O Comité Organizador da Expodental confirmou a participação de 312 empresas expositoras e a inscrição de mais de 5.000 participantes.

A feira que marcou o reencontro da classe dentária contou com 26.154 visitantes de 72 países, enfatizando o reforço da internacionalidade − um dos objetivos primordiais desta edição. A Expodental 2022 decorreu de 24 a 26 de março na IFEMA, em Madrid, e reuniu mais de 328 expositores, 542 empresas e 1.659 marcas.

Quatro anos depois, após o interregno exigido pela pandemia, a Expodental abriu as portas aos profissionais e à indústria dentária, que já manifestavam vontade de retomar o contacto pessoal com o setor. A organização destaca a “satisfação unânime dos participantes”.

 

O reforço da internacionalidade era uma das metas deste ano e refletiu-se em “8,2% das visitas, e de profissionais de 72 países”. Neste capítulo, pode ler-se em comunicado, “o aumento de 2% no número de profissionais do mercado latino-americano é particularmente notável, e na Europa, a elevada presença de profissionais de Portugal (41,4%); Itália (16,2%), e Alemanha (6%)”.

No âmbito da formação, a feira contou o Expodental Speakers’ Corner, que permitiu às empresas expositoras apresentarem as inovações tecnológicas, as soluções e os tratamentos desenvolvidos nos últimos dois anos. Nesta edição foram apresentadas 40 sessões, que contaram com uma assistência de 624 profissionais.

 

A Expodental 2022 atribuiu também um papel de destaque aos estudantes de dentária – os profissionais do futuro − que no primeiro dia da feira tiveram oportunidade de conhecer “em primeira mão os últimos desenvolvimentos tecnológicos do setor e aceder à atual oferta académica, a programas e estudos de pós-graduação, especialidades, formação contínua e MBAs reunidos no Setor da Formação.”

Além disso, a 2ª Mesa Redonda Ibero-Americana – que contou com a presença do bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, Miguel Pavão − destacou os desafios do setor e que passam pela formação de profissionais em novas tecnologias, a otimização de recursos e a aplicação da transformação digital para obter um melhor diagnóstico e tratamento dos pacientes. A mesa-redonda foi presidida pelo presidente do Consejo de Dentistas de España, Óscar Castro, e teve como ponto de partida a partilha e a troca de experiências entre os profissionais dos países ibero-americanos, de Portugal e de Espanha.

 

 

 

 
Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?