Quantcast
Investigação

Estudo: Riqueza é identificada como fator de risco para desgaste dentário

Um estudo global que envolve 30 países identificou a riqueza como um fator de risco de cáries e desgaste dos dentes, uma vez que as crianças de famílias com elevado rendimento possuem um maior acesso a bebidas açucaradas ou ácidas, noticia o Dental Tribune International.

A investigação da Griffith University e do Singapore’s National Dental Research Institute envolveu a análise de 65 estudos que incluíram 64 mil participantes. A equipa descobriu que as crianças que frequentam escolas privadas ou têm um rendimento familiar elevado são mais suscetíveis ao desgaste dos dentes em comparação com as de origens socioeconómicas mais baixas.

 

Além disso, os investigadores relataram que o aumento do acesso a refrigerantes, bebidas energéticas e sumos embalados aumentou o risco de cáries nos países ricos. Os adolescentes cujos pais tinham níveis mais elevados de educação e riqueza e que frequentavam escolas privadas apresentavam uma maior prevalência de desgaste dentário, enquanto os adultos que frequentaram o ensino superior tinham um risco reduzido de desenvolver o desgaste dos dentes.

O investigador principal, Khaled Ahmed, considerou “fascinante” a forma como o estatuto socioeconómico e a riqueza à escala global podem determinar o risco de desgaste dentário com base na idade, seja na infância ou na idade adulta.

 

O responsável notou que este estudo é a primeira declaração definitiva da riqueza como fator de risco em crianças de famílias com elevado estatuto socioeconómico, com o contrário a ser verdadeiro para os adultos.

Para resolver a situação, os investigadores recomendam iniciativas de política pública (para diminuir o acesso a estes alimentos), um aumento da sensibilização da população, inclusão do estatuto socioeconómico como fator de risco e a realização de rastreios para o desgaste dos dentes.

 

O estudo, intitulado “Tooth wear and socioeconomic status in childhood and adulthood: Findings from a systematic review and meta-analysis of observational studies”, foi publicado no Journal of Dentistry.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?