Quantcast
Médicos Dentistas

Espanha prevê crescimento de 21% no número de médicos dentistas até 2030

Espanha prevê crescimento de 21% no número de médicos dentistas até 2030

O Consejo General de Dentistas, em Espanha, prevê que o número de médicos dentistas aumente de 41 350 em 2021 para 49 987 em 2030, um crescimento de 21%. De acordo com o portal Gaceta Dental, especificando os médicos dentistas registados no Consejo General de Dentistas, o aumento deverá ser de 17%.

Durante este período, prevê-se a emigração de entre 6 700 e sete mil novos profissionais para fora do país devido às questões laborais. “Na nossa opinião, esta situação é extremamente dolorosa ao mesmo tempo que supõe um grande custo de formação que não reverte mais tarde na sociedade espanhola”, aponta o Consejo General de Dentistas.

 

Historicamente, o número de médicos dentistas espanhóis aumentou 205% entre 1995 e 2022, com o maior crescimento a ocorrer entre 1995 e 2015 (aumento de 25% a cada cinco anos).

Em contexto europeu, existem 85 médicos dentistas por cada 100 mil habitantes em Espanha, superior à média da União Europeia de 76. Espanha é ultrapassada por países como Grécia (123 por cada 100 mil) e Portugal (96 por cada 100 mil).

 

Com base na projeção da população espanhola para 2030, o número aumentaria para 105 médicos dentistas por cada 100 mil habitantes.

 

Apesar destes números, apenas 51% da população visitou o médico dentista nos últimos 12 meses (com base no Libro Blanco de la Salud Oral en España de 2020). Já o Eurostat, tendo em conta dados de 2017, aponta que a média em Espanha é de 0,7 visitas/habitante/ano.

Se este ajustamento for feito e tendo em conta que a cobertura dentária pública em Espanha é muito limitada, o relatório do Consejo General de Dentistas mostra uma densidade de 121 médicos dentistas por 100 mil habitantes em Espanha, sendo apenas ultrapassado pelo Chipre ou pela Bulgária.

 

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?