Quantcast
Médicos Dentistas

“A emigração na medicina dentária é cada vez mais evidente”

“A emigração na medicina dentária é cada vez mais evidente”

“A emigração na medicina dentária é cada vez mais evidente”, declarou o presidente do Conselho de Jovens Médicos Dentistas (CJMD), Tiago do Nascimento Borges, durante a apresentação das conclusões do Estudo aos Jovens Médicos Dentistas.

O responsável, segundo explicado pela Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), no seu site, sublinhou que é necessário um melhor planeamento dos recursos humanos, enfatizando que o excesso de profissionais constitui atualmente um problema, que se agravará a curto e a longo prazo e não se reflete em maior acesso da população à saúde oral.

 

O CJMD, em parceira com a Associação de Jovens Médicos e a Associação Portuguesa de Jovens Farmacêuticos, promoveu uma tertúlia intitulada “A juventude e a saúde: Que sorriso para o futuro?“, a 29 de outubro.

No evento, Miguel Pavão referiu que, “enquanto bastonário da OMD, preocupa-me muito o facto de num inquérito recente depararmo-nos que mais de 50% dos jovens médicos dentistas afirmaram que não voltariam a escolher a profissão”.

 

A encerrar a tertúlia, o presidente da Fundação Francisco Manuel dos Santos, Gonçalo Saraiva Matias, notou que o cenário traçado neste encontro coincide com as conclusões dos estudos realizados pela fundação. E deixou um alerta: 20% das pessoas em pobreza trabalham e a faixa etária em maior situação de risco são os jovens.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?