Quantcast
Opinião

Dentistas aos canhões!

Olhamos para o presente e, sem esforço, concluímos que há muito a fazer na gestão das micro e pequenas clínicas dentárias. Com menos esforço ainda, podemos pensar que, se nada for feito, muitas dessas empresas não têm futuro. Podemos, mas não devemos – há muitos anos que vemos os médicos dentistas vencerem o pessimismo como heróis.

Antes de mais, é preciso saber de onde vem este setor e os profissionais que o compõem –médicos dentistas na maioria – para fazer uma previsão assertiva sobre o futuro mais próximo. Ou seja: conhecer o caminho já percorrido. E assim trocar o discurso do profeta da desgraça pelo do herói pioneiro.

 

Dentro dos ramos da saúde, um médico dentista lida há décadas com uma complexa peça de artilharia pesada, imóvel, dentro do consultório: a cadeira de tratamento. Uma espécie de canhões de Navarone, no filme de 1961 com o mesmo nome. Duas armas colossais são construídas pelos alemães na escarpa de uma ilha grega fictícia, Navarone, para impedir desembarques britânicos durante a II Guerra Mundial. São canhões tão gigantescos que dali ninguém os tira, defendendo a costa como nenhum outro sistema. Ora a cadeira de tratamento de um consultório também cumpre o objetivo a que se propõe com mobilidade zero. Uma vez agarrada ao chão, pensar em movê-la para outro consultório é uma ideia candidata à medalha de ouro da loucura.

Os mesmos médicos dentistas tiveram de desbravar a implementação do circuito interno de esterilização. Um sistema de tal forma eficaz que permitisse, no menor espaço de tempo, garantir a salubridade do material usado em tratamentos, para utilização em novas consultas com toda a segurança.

 

Podemos também lembrar a necessidade da figura da assistente dentária, hoje em dia indispensável em qualquer consultório. Uma atividade cuja atuação em clínica foi definida e ensinada pelos médicos dentistas às suas colaboradoras.

Na realidade, os exemplos de pioneirismo nas micro e pequenas clínicas são tantos que dariam para encher páginas de texto. E é isso que nos leva ao ponto inicial: este setor e os seus profissionais têm conseguido manter as portas das clínicas abertas desde há muito, mesmo relegando quase sempre a gestão para último plano. Agora os tempos são outros, mas um setor com ADN pioneiro nunca irá abaixo por ter de dar atenção à gestão clínica.

 

Comparando com tudo o que já teve de superar, será muito mais fácil do que se pensa. Basta virar os canhões de Navarone para esse oceano e nenhum pessimismo conseguirá desembarcar no ânimo dos heróis da dentária.

Faça-se luz

 

O portal Poupa Energia permite fazer simulações para comparar os melhores preços da eletricidade para Pequenas e Médias Empresas, onde se inserem a maioria esmagadora das clínicas dentárias em Portugal.

Visitar o site, ler e fazer a simulação não é perder tempo, é ganhar perspetiva do mercado da energia e perceber se está a pagar ao seu fornecedor mais do que pagaria a outro.

O portal permite realizar a mudança de contrato logo após a simulação, mas não deve fazê-lo antes de realmente ter a certeza de que poupará. Comece por simular e analisar o resultado com atenção.

Site https://poupaenergia.pt/simulador-pme

 

O dentista que só queria ouvir um disco sossegado

São inúmeros os filmes com dentistas, “Não Incomodar” é um deles. A personagem principal desta fantástica comédia francesa deseja apenas ouvir em sossego um disco raro de jazz que encontrou, e comprou, numa feira.

Apesar de o argumento estar longe da dentária, o protagonista é médico dentista. A determinada altura, o hilariante Michel Leproux (representado por Christian Clavier) encontra um paciente na rua, que começa a fazer perguntas sobre o implante que ele lhe colocou e a abrir a boca para que o observasse ali mesmo. Uma situação insólita onde se reverão certamente muitos dentistas.

Porque rir continua a ser o melhor remédio, o filme “Não Incomodar” (título original “Une Heure de Tranquillité”, 2012, realizado por Patrice Leconte) merece ser visto, ou revisto, numa plataforma perto de si.

 

*Presidente da Incisivos – Associação dos Empresários da Medicina Dentária

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?