Quantcast
Eventos

Congresso Científico Expodental considerado “momento histórico” e de grande sucesso

“As feiras são um reflexo da situação do mercado”

Foi desta forma que os participantes descreveram o primeiro Congresso Científico da Expodental que decorreu de 24 a 26 de junho deste ano. O evento reuniu 6 399 visitantes de 22 países, assinalando o reencontro presencial entre os profissionais da medicina dentária. Em entrevista à SAÚDE ORAL, a diretora do congresso, Maria Jose Sanchez, fala da interação dos profissionais que estiveram presentes com as novas técnicas apresentadas, tratamentos e tecnologias.

Como os profissionais da odontologia enfrentaram e reagiram ao I Congresso Científico da Expodental?

Há algum tempo que trabalhamos nesta iniciativa convictos da necessidade de promover um ponto de encontro e formação para os profissionais de saúde e, embora não tenha decorrido sem complicações, principalmente pelo cenário de incertezas que vivemos desde 2020, os apoios e a colaboração conjunta do Ministério da Saúde do Governo de Espanha, do Conselho de Saúde de Madrid, do Conselho Geral de Dentistas e da Indústria Odontológica, representados na Fenin, bem como com o importante apoio de diferentes sociedades científicas, foi praticamente imediata. A isto se somou a alta qualificação do Prof. Dr. Jaime A. Gil Lozano e do Dr. Nacho Rodríguez Ruiz, na coordenação do programa científico, garantindo sessões e palestrantes do mais alto nível. Tudo isso representou um valor diferencial que nos permitiu começar com força e com o envolvimento de especialistas, profissionais e empresas do setor odontológico.

Que apreciação recebeu por parte dos participantes?

Acredito que a celebração do Congresso Científico da EXPODENTAL foi um marco, não só por ter sido o primeiro evento presencial do setor odontológico realizado após a crise da covid-19, mas também porque contribuiu para gerar um imediato efeito positivo sobre o humor do campo da odontologia após meses de inatividade global. Os participantes chegaram a descrever o Congresso como um “momento histórico” e um grande sucesso tanto no que diz respeito àquele encontro pessoal, face a face e, claro, a reativação profissional e empresarial. Também destacaram a importância do Congresso para conhecer em detalhe novas técnicas, tratamentos e tecnologias, compartilhar informações, fazer planos, etc. No geral, todos os comentários foram muito positivos. As apresentações científicas têm sido muito valorizadas, assim como os workshops práticos e as apresentações de produtos e palestras que foram realizados com grande sucesso.

A área comercial reuniu a participação de 97 empresas de 7 países e recebemos a participação de 6 399 visitantes profissionais de 22 países, com uma grande percentagem de dentistas e protesistas, que representaram respetivamente 29% e 15% do total, além de outros perfis profissionais como clínicas, cirurgiões maxilo-faciais, higienistas, ortodontistas e até estudantes

O número de expositores e visitantes correspondeu às expectativas?

O melhor resultado é sempre a satisfação geral das empresas e profissionais participantes e, neste sentido, o Congresso cumpriu amplamente os seus objetivos. Em apenas três dias, realizámos 24 apresentações com palestrantes de alto nível, 23 workshops práticos e mais de vinte apresentações técnicas e de produtos no auditório do pavilhão. A área comercial reuniu a participação de 97 empresas de 7 países, e recebemos a participação de 6.399 visitantes profissionais de 22 países, com uma grande percentagem de dentistas e protesistas, que representaram respetivamente 29% e 15% do total, além de outros perfis profissionais como clínicas, cirurgiões maxilo-faciais, higienistas, ortodontistas e até estudantes.

O tema principal do evento foi a inovação tecnológica. Como o programa e os palestrantes abordaram as novidades técnicas do setor odontológico?

O programa foi estruturado em quatro blocos conduzidos de acordo com os temas, pelas diferentes sociedades científicas. Neste sentido, a SEPA apresentou o novo guia de tratamento da Periodontite adaptado da European Federation of Periodontology e desenvolveu uma sessão conjunta com a SEPES, que também coordenou o bloco dedicado à Prótese, Estética e Tecnologia Digital. Já a SEDO tratou do tema Ortodontia e Alinhadores, e o AEDE, bloco Endodontia. Por outro lado, e também no âmbito deste Congresso, realizou-se o IV Fórum de Excelência em Gestão Odontológica VP20, onde diversos especialistas partilharam aspetos relacionados com a gestão da sua clínica dentária e a situação do setor, bem como a simpósio SEPES DIGITAL ACADEMY, evento anual do SEPES dedicado a mostrar as possibilidades atuais dos recursos digitais aplicados à odontologia restauradora.

* A entrevista completa vai estar disponível na edição de julho-agosto da revista SAÚDE ORAL.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?